Cidades

Seis pacientes em estado grave com suspeita da Covid-19 estão internados no HCamp

De acordo com a assessoria de imprensa, de todos os pacientes que deram acesso na unidade de saúde, 34 já receberam alta

diario da manha
Foto: Reprodução/G1

Segundo a Assessoria de Imprensa do Hospital de Campanha (HCamp), até às 10h30 desta quarta-feira (1°), seis pessoas, quatro homens e duas mulheres, estão internados em estado grave e respirando com a ajuda de aparelhos na unidade.

O HCamp começou a funcionar na última quinta-feira (26), e já realizou quase 60 atendimentos na sua primeira semana em funcionamento. Houve dois óbitos, um jovem de 27 anos, que deu entrada já em óbito na unidade, no sábado (28), e um idoso de 84, que morreu na segunda-feira (30).

Em nenhum dos dois casos é possível afirmar se a causa da morte foi pelo novo coronavírus, pois os exames laboratoriais ainda não foram concluídos.

Dos 60 pacientes que deram entrada no HCamp 34 já receberam alta

De acordo com a assessoria de imprensa, de todos os pacientes que deram acesso na unidade de saúde, 34 já receberam alta, outros quatro que não tinham a descrição de atendimento pelo hospital, foram transferidos para outras unidades de saúde. Oito internos, sendo cinco mulheres e três homens, estão sendo monitorados com o quadro de saúde estável.

O hospital segue com os seis pacientes que estão em estado grave, e recebeu também mais dois homens, um que chegou do interior do estado, que segue interno na chamada “Sala Vermelha Crítica da Emergência. Esse departamento abriga enfermos em estado grave, mas cujo quadro ainda está sendo analisado, para verificar se ele continuará internado no hospital ou será transferido, e outro em estado estável, aguardando os testes de confirmação para a Covid-19.

O primeiro paciente a dar entrada no HCamp já recebeu alta

Um idoso de 74 anos, de Luziânia, entorno do Distrito Federal, marido da única vítima do coronavírus em Goiás, e o primeiro a dar entrada no HCamp, recebeu alta, mas aguarda transporte para retornar para casa, o que não havia ocorrido até a manhã desta quarta-feira (1°). A primeira vítima que morreu com o diagnóstico da Covid-19 em Goiás, era uma idosa de 66 anos, de Luziânia, interior do estado.

A Secretaria Estadual da Saúde de Goiás (SES-GO), divulgou na manhã desta terça-feira (31), a confirmação de 65 casos de pessoas contaminados pela Covid-19 no estado. Os casos seguem distribuídos assim em Goiás: Goiânia (35), Rio Verde(7), Anápolis (4), Aparecida de Goiânia (2), Valparaíso de Goiás (2), Jataí (2), Itumbiara (2), Catalão (1), Silvânia (1), Luziânia (1), Águas Lindas de Goiás (1), Goianésia (1) e Hidrolândia (1).

*Com informações do G1

Comentários