Cidades

Reabertura de escolas é incluída em retorno de atividades no DF

A decisão foi publicada em edição extra do Diário Oficial pelo Governo do Distrito Federal (GDF) nesta quinta-feira (2). Dentre as atividades que foram autorizadas a reabrir estão: salões de beleza, barbearias, esmalterias, centros estéticos, academias, bares e restaurantes

diario da manha
Foto: All The Free Stock

As escolas públicas e privadas de Brasília foram incluídas no cronograma de reabertura de atividades. A decisão foi publicada em edição extra do Diário Oficial pelo Governo do Distrito Federal (GDF) nesta quinta-feira (2). A previsão é que a partir do dia 27 de julho colégios, universidades e faculdades particulares possam voltar a funcionar. Já o retorno das unidades públicas pode ser feito no dia 3 agosto, conforme informações do site Metrópoles.

Dentre as atividades que foram autorizadas a reabrir estão: salões de beleza, barbearias, esmalterias e centros estéticos e academias. Elas podem voltar a funcionar na próxima terça-feira (7/7). Além desses estabelecimentos, bares e restaurantes também estão incluídos no cronograma de reabertura. No entanto, podem retornar só a partir de 15 de julho. Cinemas, teatro e eventos seguem proibidos de funcionar, como destaca o site.

De acordo com a publicação, a reabertura exige que medidas sanitárias sejam seguidas. O objetivo é que cada local evite a disseminação do novo coronavírus. Veja a seguir as normas destacadas pelo site para que as unidades evitem a proliferação da Covid-19.

Escolas

Conforme a reportagem do site Metrópoles as mesas e cadeiras compartilhadas devem ser higienizadas com frequência. Além disso, é preciso que carteiras, cadeiras e mesas fiquem distantes 1,5 m umas das outras. Os estudantes também devem manter essa distância.

Segundo a matéria os bebedouros não podem funcionar. Catracas e pontos eletrônicos também estão suspensos. Com relação aos aparelhos de ar-condicionado a manutenção deve ser feita todos os dias, assim como a limpeza dos filtros.

Para evitar a aglomeração dos estudantes deve ser estabelecido um horário escalonado para o intervalo, alimentação, saída e entrada e uso de ginásios, biblioteca e pátios, segundo o portal.

Salões de beleza

Da mesma maneira, os salões de beleza e similares também precisam seguir protocolos se segurança sanitários para reabertura das atividades e evitar a propagação da Covid-19.

De acordo com o Metrópoles, as cadeiras que os clientes usam precisam ser sempre higienizadas. Cada poltrona deve ficar a dois metros de distância umas das outras. Além disso, os clientes não podem ficar esperando atendimento dentro dos locais.

Segundo o site, os equipamentos devem ser esterilizados depois de cada atendimento. As toalhas e lençóis não devem ser compartilhados entre clientes diferentes. Tanto os funcionários quanto os clientes devem usar máscaras de proteção. Também é incluído como item obrigatório para os contratados, o protetor face shield.

Comentários