Cidades

Área destruída pelo fogo, em Carmo do Rio Verde faz dona de fazendo chorar

Chamas consumiram sete alqueires da propriedade de Isauri Pereira de Jesus, o equivalente a quase 34 campos de futebol. Bombeiros já atenderam 9,1 mil queimadas só neste ano, em Goiás

diario da manha

Em Goiás o número de queimadas não para de crescer. Só neste ano, mais de 9,1 mil atendimentos foram feitos pela corporação, sendo a maioria deles em mato e pastagem, segundo o Corpo de Bombeiros.

A dona de casa Isauri Pereira de Jesus, na região central de Goiás, não conseguiu segurar as lágrimas ao ver o fogo destruindo a fazenda onde vive, em Carmo do Rio Verde.

Isauri conta que o fogo começou na fazenda vizinha e se alastrou para a dela, onde destruiu sete alqueires, o que equivale a quase 34 campos de futebol. Ao todo, ela acredita que as chamas tenham consumido cerca de 10 alqueires das duas propriedades. Ela diz que as causas do incêndio ainda são desconhecidas. .

“Foram muitas horas. O fogo começou por volta de 14h, entrou noite adentro e só terminou no outro dia. É muita destruição. Muito triste. Começou no mato do vizinho e pulou para o nosso, aí foi um “Deus nos acuda”, conta.

A mulher relata que, apesar da destruição da vegetação, por sorte, nenhum animal da fazenda ficou ferido e as chamas também não chegaram a atingir a casa dela.

“Aqui perto tem uma usina, e o pessoal muito abençoado ajudou a gente, nós temos que agradecer muito a eles. Eles mandaram um caminhão e ajudaram a apagar o fogo. Juntou muita gente para ajudar”, se recorda.

As estatística do Corpo de Bombeiros, que já reúne 9.154 atendimentos a incêndios florestais neste ano. No mesmo período do ano passado, o número estava um pouco maior – 9.408.

Em outubro do ano passado, foram 667 registros. Já nos primeiros 7 dias deste mês, já são 450 queimadas atendidas pela corporação. Os números mostram que há uma tendência de crescimento nos últimos meses. Em setembro de 2020 foram feitos 2.637 atendimentos, enquanto o registro do ano anterior contabiliza 2.292.

Comentários