Cidades

Calor bate recorde em Goiânia e supera marca de 83 anos

Previsão de chuva mesmo só a partir do dia 10 de outubro

diario da manha

Enquanto a Chuva não da o ar da graça, a população goiana sofre com o calor, e no último sábado (3/10) a temperatura registrada em Goiânia, foi a mais alta dos últimos 83 anos, quando a capital registrou 40,7ºC, segundo informou o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

A informação foi divulgada pela chefe do Inmet em Goiás, Elizabeth Alves, que informou que a segunda maior temperatura registrada na capital foi na terça-feira (29), quando a temperatura chegou aos 40,4ºC, que só foi alcançada pela primeira vez no dia 17 de setembro de 2015.

Conforme as informações divulgadas pelo G1, o tempo seco e a umidade relativa do ar baixa, o calor deve permanecer. Segundo a publicação a umidade do ar gira em torno dos 12%, em Rio Verde, região sudoeste do estado esse número chegou a 9%.

O Inmet inclusive divulgou um alerta na última quarta-feira, em função dos valores abaixo de 12%, em que indica que a qualidade do ar está piorando devido as queimadas e por isso atingiu uma classificação péssima.

Calor em Goiânia continua e chuva só a partir do dia 10

Segundo o portal de notícias, só a partir do dia 10 de outubro deve voltar a chover em Goiás, quando uma frente fria pode chegar a região.

O gerente da Cimehgo, André Amorim afirmou que com o tempo, a massa de ar quente vai perder intensidade, e os deslocamento das frentes frias vão avançar até a região central do país, trazendo pancadas de chuva

Enquanto as chuvas não chegam o Inmet divulgou uma série de orientações confira:

Evitar atividades físicas ao ar livre entre às 10h e 16h; Não ficar exposto ao sol nas horas mais quentes do dia; Usar hidrante e umedecer o ambiente; Tomar bastante água e evitar bebidas diuréticas como álcool e café.


Comentários