Cidades

Dois homens são presos suspeitos de matar ex-modelo, em Goiânia

Ladário Neto, de 37 anos, que havia trabalhado como modelo no exterior e, atualmente, era motorista por aplicativo, foi assassinado dentro do carro

diario da manha
Vítima já trabalhou como modelo no exterior - Foto: Reprodução

Os dois suspeitos pela morte do ex-modelo Ladário Inácio Ferreira Neto, de 37 anos, foram presos em Goiânia. A vítima que trabalhava como motorista de aplicativo, foi baleada dentro do carro. Câmeras de segurança registraram o momento em que os criminosos emparelham os veículos e efetuam os disparos.

A polícia prendeu Marcos Henrique Honorato Lima, de 32 anos, e Leonardo Rodrigues Magalhães, 33. De acordo com a corporação os dois suspeitos negam a autoria do crime. Eles ainda não tinham apresentado advogado até a publicação desta reportagem.

Segundo a família, Ladário retornou ao Brasil há apenas dois anos, vindo dos Estados Unidos, onde trabalha como modelo.

O ex-modelo foi assassinado por volta de 1h da madrugada de sábado (24), no Setor Condomínio das Esmeraldas. Ao menos seis disparos foram feitos contra a vítima, mas somente o laudo pericial poderá constatar o número correto de perfurações.

A prisão

O dois homens foram presos na noite de segunda-feira (26), na casa do Leonardo, em Hidrolândia, Região Metropolitana de Goiânia. O carro e as armas usadas no crime também forma encontradas no local.

A polícia já havia apreendido carregadores e munições na residência de Marcos Henrique, no dia anterior. Mas o suspeito não estava no local.

“Na casa de um dos autores, foram encontrados dois carregadores e 21 munições calibre 380, dentro de uma mochila de criança”, disse o delegado Antônio André Santos Júnior, responsável pelo caso.

Segundo a Polícia Civil, estão sendo trabalhadas duas possibilidades: uma ligada ao envolvimento com drogas e outra relacionada a uma desavença por causa de um relacionamento com uma mulher. Mas, o delegado preferiu não entrar em detalhes para não atrapalhar as investigações.

A dupla de suspeitos irá responder por homicídio qualificado e por posse ilegal de arma de fogo.

Comentários