Cidades

Goiânia registra 41,1°C e tem o dia mais quente, diz Inmet

Umidade relativa do ar na terça-feira (6) ficou em 9% na capital e foi considerado o dia mais quente dos últimos 83 anos

diario da manha
Foto: Reprodução

Goiânia registrou nesta terça-feira (6) o dia mais quente dos últimos 83 anos, ao atingir 41,1ºC, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) em Goiás.

“Um novo recorde pode ser registrado até domingo (11), pois vamos continuar com temperaturas elevadas. Há alerta de onda de calor, pois as temperaturas estão 5ºC acima da média”, disse a chefe do Inmet, Elizabeth Alves.

Recordes

Os recordes acontecem devido à predominância da massa de ar seco na região central do país.

“Essa massa de ar seca que predomina na região central do Brasil é como um bloqueio atmosférico que impede as frentes frias que chegam no sul do país de avançarem para a região central. Com isso, há inibição da umidade e altas temperaturas. Os recordes se devem aos vários dias com temperaturas elevadas”, relatou Elizabeth.

Previsão

A previsão para os próximos dias é de temperaturas entre 22ºC e 40ºC. A umidade relativa do ar deve ficar em torno de 10%. Segundo a especialista, até sábado (10), não há possibilidade de chuva.

Umidade de 9%

A umidade relativa do ar em Goiânia ficou em 9%. O Inmet fez alerta para a população, afirmando que a qualidade do ar está piorando por conta da fumaça das queimadas e que atingiu uma classificação considerada “péssima”.

Por isso, o órgão orienta:

  • Não fazer quaisquer atividades físicas ao ar livre entre 10h e 16h;
  • Evitar exposição ao sol nas horas mais quentes do dia;
  • Evitar bebidas diuréticas, como café e álcool;
  • Tomar água à vontade.

*Com informações do G1

Comentários