Cidades

Delegacia virtual lança serviço acessível para deficientes

O serviço é destinado a crimes de menor potencial lesivo, como ameaça, injúria, calúnia, difamação e estelionato

diario da manha

As pessoas que possuem deficiência motora ou visual e precisarem registrar um boletim de ocorrência na Delegacia Virtual do Ministério da Justiça e Segurança Pública, podem contar com o ambiente virtual com acessibilidade.

A modalidade foi criada pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) e está disponível aos cidadãos do Acre, Alagoas e Rio Grande do Norte, estados que aderiram ao sistema unificado de registro do governo federal.

Com essa inovação, pessoas com baixa visão, cegueira, problema na distinção de cores e restrições motoras, terão mais facilidade. Permitindo somente o uso do teclado, sem a necessidade do mouse.

A ferramenta permite que 19 tipos de ocorrências possam ser registradas 24h por dia pelo computador, celulares e tablets. O serviço é destinado a crimes de menor potencial lesivo, como ameaça, injúria, calúnia, difamação e estelionato.

Todos os registros serão recebidos pela delegacia virtual e analisados pela Polícia Civil de cada estado participante. Se a comunicação de crime for aceita, o reclamante receberá uma cópia do boletim de ocorrência por e-mail e será possível acompanhar o andamento do requerimento por meio do sistema.

Para quem não reside nos três estados que estão participando até então, deve verificar se existe em sua localidade um serviço virtual de registro ou deve procurar a delegacia de polícia mais próxima. Em breve, mais estados devem fazer a adesão ao serviço.

Comentários