Cidades

Marden Júnior visita Instituto Butantan e conhece produção de vacinas contra Covid-19 e dengue

Secretária de Saúde, Gercilene Branca, representou prefeito Jânio Darrot em São Paulo. Eles foram recebidos pelo diretor Dimas Tadeu Covas, e pelo diretor de Estratégia Institucional da fundação, Raul Machado Neto

diario da manha

O prefeito eleito de Trindade, Marden Júnior, e a secretária municipal de Saúde, Gercilene Branca, representando o prefeito Jânio Darrot, visitaram nesta segunda-feira (14/12) o Instituto Butantan, em São Paulo.

Marden e Branca foram conhecer as iniciativas científicas do instituto e o andamento da produção de duas vacinas: a CoronaVac, contra a Covid-19, e outra, em dose única, para prevenir quatro tipos de dengue.

As duas autoridades de Trindade foram recebidas pelo diretor do instituto, Dimas Tadeu Covas, e pelo professor doutor Raul Machado Neto, diretor de Estratégia Institucional da Fundação Butantan.

“Estamos muito felizes pela forma com que fomos recebidos pelos dirigentes do Instituto Butantan, um belo espaço da ciência a demonstrar que o nosso Brasil tem jeito”, disse Marden Júnior. “Nós temos o que mostrar para o mundo”, destaca. “Tivemos a grata satisfação de conhecer a vacina contra a Covid-19, bem como a que visa combater a dengue”, pontua.

“O Instituto Butantan é o maior produtor do Brasil em imunológicos e se prepara para se tornar o principal fabricante global de produtos biológicos e terapias avançadas”, diz a secretária Gercilene Branca.

“O Instituto Butantan esclarece que está desenvolvendo uma vacina de dose única contra os quatro tipos de dengue e que, neste momento, o estudo encontra-se na fase III, com a vacinação em 17 mil voluntários”, informa Branca. “Após esse processo, a vacina será submetida à aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), para que, posteriormente, possa ser disponibilizada para a população na rede pública de saúde”, complementa.

“É uma honra receber a delegação de vocês”, disse o diretor de Estratégia Institucional da Fundação Butantan, Raul Machado Neto. “É importante que as pessoas saibam da nossa atividade, do nosso interesse em produzir elementos de proteção da sociedade brasileira”, afirma. “A vacina da dengue será mundial e, pela primeira vez, estamos produzindo tecnologia para a MSD (Merck Sharp & Dohme, multinacional farmacêutica norte-americana)”, destaca. “Transferimos know-how”, conclui ele ao observar que o imunizante será “muito qualificado”.

Comentários