Cidades

Selos identificarão quem tomou vacina contra a Covid-19 no DF

Adesivos serão circulares e de cores diferentes, em que o objetivo será identificar no cartão o tipo da fórmula aplicada, aumentando o controle local

diario da manha

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal irá confeccionar 650 mil selos para identificar pacientes dos grupos prioritários que tiveram acesso às primeiras doses dos imunizantes contra a Covid-19 em três etapas do plano local.

Conforme informações do Metrópoles, cada selo terá diâmetro de até 4 centímetros, em formato circular, e será dividido em duas partes para que sejam coladas no cartão de vacinas do paciente. O modelo servirá para auxiliar a pasta no controle do recebimento da primeira e da segunda dose do imunizante aplicado. Atualmente, campanhas contra outras doenças seguem um formato parecido.

A ideia é diferenciar os adesivos por cores para cada tipo de imunizante, a depender do fabricante. De acordo com o modelo que o portal teve acesso, a princípio, pelo menos seis cores diferentes foram escolhidas: azul, roxo, vermelho, marrom, verde e rosa. Com isso, a pasta está preparada para receber até meia dúzia de vacinas.

A depender dos tipos recomendados pelo governo federal, os selos vão identificar a variação das fórmulas aplicadas, justamente para que um cidadão não receba, por exemplo, a primeira dose de uma fábrica e a segunda, de outra.

Por nota, a Secretaria de Saúde reforçou ter pedido para a Secretaria de Comunicação (Secom) “uma ampla campanha de vacinação contra a Covid-19, seguindo os mesmos procedimentos que adota para as demais campanhas de vacinação realizadas ao longo do ano”.

Comentários