Cidades

Suspeitos de matar jornalista Eduardo Jordão são encontrados em Goiás

A Polícia Civil trabalha com a hipótese do crime de latrocínio

diario da manha

Nessa quinta-feira (7), a equipe da Delegacia de Polícia (DP) de Abadia de Goiás prendeu um homem de 35 anos e um adolescente de 17 anos suspeitos de terem matado o jornalista Eduardo Ramos Jordão, de 77 anos.

Segundo a Polícia, o homem investigado foi alvo de mandado de prisão temporária cumprido em Aparecida de Goiânia. Já o menor infrator foi apreendido em Abadia de Goiás. A Polícia Civil trabalha com a hipótese do crime de latrocínio.

Jornalista Eduardo Jordão é assassinado

O jornalista Eduardo Ramos Jordão, de 77 anos, foi encontrado morto na noite de 28 de dezembro de 2020 na chácara dele em Abadia de Goiás, na Região Metropolitana de Goiânia. De acordo com a Polícia Civil, a vítima foi assassinada a pauladas e teve alguns objetos roubados. O veículo dele foi localizado dois dias depois no Jardim Itaipu.

Além de jornalista, Eduardo era artista plástico, poeta e cantor. Ele foi o criador do Concurso de Poesia Falada, em Goiás. Suas telas já foram expostas na Câmara de Goiânia e na Assembleia Legislativa.

Comentários