Cidades

Mulher morre após realizar sua segunda cirurgia com Dr Plástica

Médico que realizou cirurgias não tem nenhuma especialidade nem título de cirugiao

diario da manha

A Polícia Cívil investiga a morte de Vanusa Carvalho da Silva, que morreu após realizar sua segunda cirurgia plástica. A mulher de 36 anos havia conhecido o médico pela internet em São Paulo.

Na primeira cirurgia na clínica do “Dr Plástica”, Vanusa realizou três procedimentos. Foram eles: silicone nos seios, lipoaspiração na barriga e um outro procedimento nas partes íntimas. O médico Diego Cardoso Cordeiro havia cobrado cerca de R$ 35 mil na cirurgia.

Segundo o Cidade Alerta, da Record Tv, Vanusa havia tido três paradas cardíacas na primeira cirurgia e não havia comunicado a família, apenas para a melhor amiga.

Meses depois já recuperada, a mulher não havia gostado do resultado do silicone e procurou outro médico para realizar o reparo. O outro profissional se recusou e Vanusa teve que procurar novamente a clínica do Dr Plástica.

Já na clínica, Diego aceitou realizar os reparos e ainda propôs um quarto procedimento. Ele convenceu Vanusa a fazer uma lipoaspiração nas costas.

Infelizmente Vanusa não aguentou a cirurgia e veio a óbito. A família acusa o médico de negligência, uma vez que ele autorizou a mulher a fazer outro procedimento poucos meses depois de realizar a primeira cirurgia e saber de suas paradas cardíacas.

O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) alegou que Diego Cardoso Cordeiro não tem nenhuma especialidade médica. O mesmo também não possui título de cirurgião plástico.

O Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), está nesvtigando o caso como morte suspeita. A Record não conseguiu contato com o médico.

Comentários