Cidades

Suspeitos de matar homem após briga em festa réveillon deixam a prisão, em Rio Verde

Márcio Henrique Oliveira Silva, de 30 anos, foi morto durante uma festa de réveillon em Rio Verde. A namorada dele, dois filhos dela e outras duas pessoas foram indiciadas pelo homicídio

diario da manha
Márcio Henrique Oliveira Silva, de 30 anos, foi morto durante uma festa de réveillon em Rio Verde

A justiça sob recomendação do Ministério Público de Goiás (MP-GO) soltou os cinco suspeitos de matar Márcio Henrique Oliveira Silva, de 30 anos, durante uma festa de réveillon em Rio Verde, no sudoeste do estado. Na decisão que ocorreu na última sexta-feira (5) o juiz Gustavo Baratella de Toledo determinou o arquivamento do inquérito policial em relação ao crime de homicídio, por entender que os suspeitos agiram em legítima defesa.

Segundo a investigação da Polícia Civil, a vítima morreu após ser atingida com um tiro na nuca. Antes do crime, Márcio Henrique teve uma briga com a namorada durante a madrugada de 1º de janeiro deste ano. No inquérito do caso, a namorada dele, dois filhos dela e outras duas pessoas que estavam na casa foram indiciadas pelo homicídio.

Uma câmera de segurança registrou quando Márcio Henrique Oliveira Silva foi morto durante briga em festa de Ano Novo, em Rio Verde-Foto (Reprodução/G1) 

Para a polícia, os suspeitos relataram que Márcio Henrique começou a discutir com a namorada, quebrou móveis da casa dela, furou os pneus do carro dela e arrombou a porta de um dos quartos, onde ela estava. Ainda segundo os suspeitos, no ocorrido, a namorada chegou a pular uma janela para fugir dele e correu para o meio da rua em frente à casa.

No processo ainda é relatado que os disparos aconteceram após Márcio Henrique ter pego uma faca para atacar o grupo e, na tentativa de defender a mãe e se proteger, um dos filhos da namorada da vítima atirou contra ele.

Uma câmera de segurança de uma casa vizinha registrou toda a ação do grupo. Depois dos disparos o corpo da vítima foi colocado numa caminhonete e deixado numa mata perto da cidade. O corpo de Márcio Henrique só foi encontrado no dia 5 de janeiro, quatro dias após o crime.

Com o arquivamento do inquérito policial em relação ao crime de homicídio, os cinco suspeitos devem responder em liberdade por ocultação de cadáver, fraude processual, falsidade ideológica e porte ilegal de arma de fogo. (Com informações do G1)

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe DM Online www.dm.jor.br pelo WhatsApp (62) 98322-6262 ou entre em contato pelo (62) 3267-1000.

Comentários