Cidades

Homem é preso por usar drone para sobrevoar no Aeroporto de Brasília

É proibido o uso do equipamento nestas áreas por ser uma zona de tráfego de aviões comerciais e militares

diario da manha
Foto: PF/Divulgação

Um homem foi preso pela Polícia Federal nesta quinta-feira (18) após ter sobrevoado um drone na região do Aeroporto Internacional de Brasília. É proibido o uso do equipamento nestas áreas por ser uma zona de tráfego de aviões comerciais e militares.

A Inframerica, administradora do terminal, informou que ele foi visto pilotando remotamente o drone por volta das 16h. Segundo a concessionária “a equipe de segurança e vigilância agiu prontamente” ao flagrar a situação e “não houve impacto nenhum à operação”.

Ainda de acordo com a Inframerica, o drone chegou a subir a uma altura de 150 metros do chão, sendo que essa altura é proibida mesmo a 9 km de distância do aeroporto. O condutor do equipamento foi flagrado por vigilantes, que o levaram até a delegacia da PF, dentro do aeroporto.

O homem foi autuado por “atentado contra a segurança do transporte aéreo”. Até esta sexta-feira (19), ele permanecia preso na superintendência da PF, em Brasília.

Legislação

Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), órgão da Aeronáutica, estabelece que drones não podem levantar voo dentro de um raio de até 5,4 km de um aeroporto. A partir da distância de até 9 km do aeroporto, os equipamentos só podem ser operados até uma altura máxima de 30 metros.

Caso o voo aconteça a uma distância superior a 9 km do aeroporto, então os drones ficam liberados para atingir até 120 metros de altura.

Normalmente, sistemas internos de drones impedem que eles levantem voo em áreas mapeadas como proibidas. No entanto, essa medida tinha sido “desbloqueada” no drone apreendido.

*Com informações do G1.

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe DM Online www.dm.jor.br pelo WhatsApp (62) 98322-6262 ou entre em contato pelo (62) 3267-1000.

Leia também:

Comentários