Cidades

Suspeito de estuprar crianças de 11 e 8 anos é procurado pela polícia

O acusado identificado como Cledimilton Gonçalves Almeida, teve a prisão preventiva decretada e se encontra foragido da justiça

diario da manha

A Polícia Civil, através da Delegacia Especializada ao Atendimento à Mulher de Planaltina-Go, procura por homem suspeito de estuprar duas crianças, sendo uma de 11 e outra de 8 anos, no Distrito de São Gabriel, região de Planaltina de Goiás, no Entorno do Distrito Federal.

De acordo com a Polícia Civil, as vítimas são irmãs e tinham o costume de ir dormir na residência da avó, onde foram abusadas sexualmente pelo ex-companheiro. Logo após ouvir depoimentos das meninas, a polícia identificou que o suspeito tocava as partes íntimas delas, que ficavam com medo por não conseguirem se defender. De acordo com o delegado João Raffael, elas eram abusadas frequentemente, sem a presença da avó.

Delegado João Raffael, Planaltina-Go

Segundo as investigações da polícia, os abusos foram cometidos por um período de um ano, até que, no começo deste mês, a avó das meninas flagrou seu ex – companheiro mostrando as partes íntimas para a neta de 11 anos. Diante da situação, ela expulsou ele de casa.

Ao tomar conhecimento dos fatos, a Polícia Civil instaurou inquérito policial para apurar as circunstâncias, e concluiu com o indiciamento do suspeito pela a prática do crime de estupro de vulnerável.

O acusado identificado como Cledimilton Gonçalves Almeida, teve a prisão preventiva decretada e se encontra foragido da justiça. Segundo a polícia, há grande interesse público na divulgação da imagem do suspeito para possibilitar sua captura. Portanto, amparada pela lei, a Polícia Civil autorizou o uso da imagem do homem. Se condenado, o homem suspeito pode receber pena de 8 a 15 anos de reclusão.

Informações sobre o paradeiro do suspeito podem ser encaminhadas à polícia, por meio de whatsapp (62 98403-6131). A identidade dos informantes será mantida em total sigilo.

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe DM Online www.dm.jor.br pelo WhatsApp (62) 98322-6262 ou entre em contato pelo (62) 3267-1000.

Comentários