Cidades

Avó de 63 anos aprende a ler em aulas online do neto em SC

'Meu neto estava aprendendo a ler. O colégio tinha um projeto chamado Super Leitores e eu comecei a me interessar. Logo comecei a estudar também e em pouco tempo estava lendo', conta Marlene.

diario da manha

Marlene Hinckel, de 63 anos, moradora de Florianópolis, Santa Catarina (SC), está descobrindo a alfabetização, acompanhando as aulas virtuais do neto, Eduardo Hinckel, de 6 anos, que hoje está no segundo ano do ensino fundamental de um colégio na capital catarinense.

Natural de Bom Retiro, na serra catarinense, ela trabalhou na roça até os 25 anos. “Meus pais acharam melhor eu trabalhar na roça do que ir estudar. Era longe da escola onde a gente trabalhava e por isso nunca aprendi a ler ou escrever”, contou Marlene.

A idosa conta que casou cedo e logo teve três filhos, mas nunca deixou o desejo de estudar de lado e afirma que os desafios do dia a dia eram permanentes. “Eu tinha dificuldade até para saber no supermercado qual era o xampu e o condicionador por não saber ler“, afirma.

Marlene ingressou no Educação de Jovens e Adultos (EJA), em 2019, mas as aulas foram interrompidas por conta da covid-19. As aulas passaram a ser remotas e, Eduardo acompanhava na casa da avó. “Meu neto estava aprendendo a ler. O colégio tinha um projeto chamado Super Leitores e eu comecei a me interessar. Logo comecei a estudar também e em pouco tempo estava lendo”, afirma Marlene que espera ser vacinada para voltar às aulas no EJA presencialmente.

Comentários