Cidades

Justiça condena 4 mulheres que integravam o"novo cangaço"

Em maio de 2020, o bando roubou R$ 50 milhões do Seret, do Banco do Brasil.

diario da manha

Quatro jovens foram condenadas no mês passado a nove anos de prisão em regime fechado, na 2ª vara Criminal de Botucatu pelo crime de associação à organização criminosa e cumprem pena na Penitenciária Feminina de Votorantim (SP).

Karine Olivo Bittencourt, de 31 anos, formada em direito, Camila Alves da Silva Miranda, de 25 anos, tinha curso superior em estética, Naomi Winnie de Franca, 26 anos, era babá e Kelly Aparecida Monteiro Senhorinho, de 23 anos trabalhava como autônoma.

As amigas são acusadas de integrar o bando do “novo cangaço”, um grupo de assaltantes formado por várias células que explodia agências bancárias e sitiava quartéis, delegacias e outros postos policiais.

De acordo com a Polícia Civil, as jovens ajudaram na fuga dos líderes da quadrilha, os irmãos Carlos Wellington Marques de Jesus e Carlos Willian Marques de Jesus, de 36 anos conhecidos como os “gêmeos do crime”, acusados de participar de roubos às agências bancárias de Bauru, em fevereiro de 2018.

Em maio de 2020, o bando do “novo cangaço” roubou R$ 50 milhões do Serviço Regional de Tesouraria (Seret), do Banco do Brasil, onde utilizaram fuzis e metralhadora calibre 50, capaz de derrubar até aeronaves.

Comentários