Cidades

Segunda morte confirmada por dengue este ano em Goiás

Vítima era uma mulher de 40 anos, morava em Luziânia, entorno do Distrito Federal

diario da manha

A Secretaria Estadual de Saúde de Goiás ( SES-GO), confirmou a segunda morte por dengue neste ano. A vítima era uma mulher de 40 anos, que não teve identidade revelada, morava em Luziânia, entorno do Distrito Federal.

De acordo com informações da Secretaria, a mulher morreu no mês de fevereiro, mas a confirmação do óbito por dengue só foi atualizada no boletim médico da última semana, que registrou dados entre 3 de janeiro e 3 de abril deste ano.

Após a morte da mulher, a Prefeitura de Luziânia intensificou os reforços no combate à dengue, e retomou o trabalho com o fumacê. Os agentes de saúde também reforçaram as medidas de segurança, passando de casa em casa para orientar os moradores sobre os riscos da dengue, mas devido a pandemia da Covid-19, eles não estão entrando nas casas.

A primeira morte confirmada por dengue, foi um homem de 49 anos, em Cristalina, no dia 15 de fevereiro, porém, só foi confirmada no final do mês passado. Ainda há registro de outras cinco mortes suspeitas de dengue em todo estado, que ainda estão em investigação.

Em Goianésia, uma criança de 9 anos morreu no dia 30 de março com suspeita de dengue hemorrágica. De acordo com o boletim da SES-GO, o município de São Luis de Montes Belos é que contém o maior registro de casos neste ano, com 1.967 casos notificados com dengue.

Em segundo lugar está Goiânia, com 1.794 casos notificados. A cidade de Cristalina, onde foi confirmada a primeira morte pela doença, está na terceira colocação com mais casos de dengue, contando um total de 1601 notificações.

Já o município de Luziânia, onde ocorreu a segunda confirmação de óbito, está na sexta colocação com mais casos notificados de dengue, com 851 casos só neste ano.

Comentários