Cidades

Bebê com mais de 30 lesões pelo corpo segue internada em estado grave

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil que tem como principal objetivo saber quem deve ser responsabilizado por esses ferimentos

diario da manha
Foto: Reprodução/TV Anhanguera

A bebê de apenas 6 meses de vida que foi levada para o hospital com mais de 30 lesões pelo corpo, nesta segunda-feira (17) completa uma semana que segue internada em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em Goiânia.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil que tem como principal objetivo saber quem deve ser responsabilizado por esses ferimentos. Os pais da criança são investigados, mas não foram presos. 

Segundo informações do Hugol (Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira), a menina “encontra-se na UTI da unidade, com o estado geral grave e respirando com a ajuda de aparelhos”.

Maus-tratos

O caso foi registrado na noite da última segunda-feira (10), por volta das 22h30, no momento em que a criança foi atendida na Unidade de Pronto Atendimento Pediátrica de Anápolis, onde mora a família.

No local, uma médica percebeu mais de 30 hematomas aparentes pelo corpo da menina, e suspeitou que ela fosse vítima de maus-tratos, portanto acionou conselheiros tutelares e policiais.

Segundo informações da enfermeira e chefe da Unidade de Pronto Atendimento Pediátrico de Anápolis, Wanessa Gusmão, a criança já chegou ao local tendo dificuldade para respirar.  De acordo com a enfermeira, ela não respondia às avaliações neurológica, motora e respiratória feitas pela equipe médica.

Questionado sobre o que aconteceu com o bebê para que ele ficasse todo machucado, o pai disse que pode ter ferido a filha sem querer. Já o conteúdo do depoimento da mãe da menina não foi divulgado.

Comentários