Cidades

Fotógrafo é morto por traficantes após pedir silêncio para filha dormir

Esposa teria encontrado Thiago morto no quintal após escutar o barulho de um disparo

diario da manha

Na manhã do último sábado (15), um homem foi assassinado na favela Santo Cristo, em Niterói (RJ). O fotografo, Thiago Freitas de Souza, 32 anos, foi morto depois de reclamar com traficantes de drogas. Thiago teria ido reclamar do barulho feitos por eles, pois sua não conseguia dormir.

De acordo com relatos, a confusão teria começado por volta das 6h35, horário esse em que policiais militares foram ao Hospital Estadual Azevedo Lima atender uma ocorrência de uma pessoa baleada.

A esposa da vítima contou saiu primeiro de casa para pedir a um traficante da favela que diminuísse o barulho que faziam, porque a filha do casal estava acordando toda hora.

Logo depois, o marido foi reforçar o pedido aos criminosos. A esposa informou ter ouvido um disparo e encontrou Thiago caído no quintal de casa. Ele foi levado ao hospital, passou por cirurgia, mas não resistiu aos ferimentos.

De acordo com os policiais, a favela de Santo Cristo vive uma briga de facções. Na última sexta-feira (14), PMs fizeram uma operação no local. O assassino de Thiago passou a ser investigado pela Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DSNSG).

Comentários