Cidades

Polícia interdita carvoaria por trabalho escravo e crime ambiental no RJ

A empresa de carvão não tirou o licenciamento ambiental e, nem possui alvará para estar funcionando, constituindo crime contra o meio ambiente.

diario da manha

Uma operação da Polícia Civil do Rio de Janeiro (PCRJ) interditou uma carvoaria no município de Itaguaí por trabalho análogo a escravidão, crime ambiental e crime contra o consumidor. O Ministério Público do Trabalho (MPT), também colaborou com a ação. O proprietário da carvoaria e outras quatro pessoas foram presas em flagrante.

De acordo com a polícia, a área de trabalho não tem banheiros, água, equipamentos de proteção ou um refeitório.

As condições precárias identificadas, caracterizam o trabalho como escravo. No local a operação encontrou um funcionário que tem apenas 17 anos de idade. Além disso a empresa de carvão não tirou o licenciamento ambiental e, nem possui alvará para estar funcionando, constituindo crime contra o meio ambiente.

Segundo a investigação, também foi identificado um terceiro crime, dessa vez contra o consumidor, pois, os sacos de carvão fornecidos pela carvoaria não têm o peso adequado para serem vendidos.

Comentários