Cidades

Três pessoas foram presas com laudos de comorbidades falsos, em Goianira

Segundo a corporação, os três presos não são de Goianira, eles moram na cidade de Itauçu e percorreram cerca de 40km para tomar a vacina

diario da manha
Foto: Reprodução

A Polícia Militar prendeu três pessoas suspeitas de furar fila de vacinação contra a Covid-19, apresentando laudos médicos falsos atestando comorbidades, em Goianira, Região Metropolitana de Goiânia.

Segundo informações da corporação, o trio formado por duas mulheres e um homem, foi localizado após denúncia anônima feita à Polícia Civil da cidade.

O caso aconteceu no último dia 21 de maio, mas só foram divulgadas pela PM na última quinta-feira (27). Ainda de acordo com a corporação, os três presos não são de Goianira, eles moram na cidade de Itauçu, região central do estado e se deslocaram cerca de 40km para tomar a dose do imunizante.

A PM registrou que os suspeitos já haviam conseguido receber a aplicação do imunizante no momento do flagra pelos policiais, ainda na unidade de saúde onde estava sendo feita as aplicações das doses.

Ainda de acordo com os policiais, os médicos que seriam os responsáveis pelos laudos apresentados pelos presos foram contactados e disseram que não carimbaram e assinaram os documentos em questão.

Em Goianira, de acordo com o boletim da cidade, mostra que 2.183 pessoas já foram infectadas pelo coronavírus desde o início da pandemia. Deste total, 99 morreram.

Em todo estado de Goiás, já soma o total de 602.460 pessoas contaminadas e 16,864 mortes provocadas pela Covid-19, desde o inicio da pandemia, de acordo com o boletim do governo estadual da última quinta-feira quinta-feira (27).

O estado também já recebeu mais de 2,8 milhões de vacinas contra a Covid-19. A Secretaria de Estado da Saúde (SES) registrou que foram aplicadas 1.364.859 primeiras doses e 638.301 doses de reforço.

*Com informações do G1

Comentários