Cidades

Homem é preso em flagrante pelo crime de extorsão

Após realizar a transferência, a vítima descobriu que o sobrinho não havia sido preso e noticiou, com riqueza de detalhes, os fatos para os policiais civis do GREF/DEIC

diario da manha

Na última segunda-feira (7), a Polícia Civil do Estado de Goiás, por intermédio do Grupo de Repressão a Estelionatos e outras Fraudes da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (GREF/DEIC), prendeu em flagrante de delito um investigado pela prática do crime de extorsão ocorrido na manhã do mesmo dia.


A vítima, uma idosa de 72 anos, procurou os agentes e informou que uma pessoa entrou em contato com ela por telefone, e se apresentou como policial. Em seguida, o homem disse que junto à outros policiais, havia prendido o sobrinho com uma arma de fogo e a obrigou a transferir R$ 8 mil para uma conta bancária, para que o sobrinho não ficasse preso.


A idosa, então, com medo que o sobrinho sofresse algum mal, realizou a transferência de R$ 4.500,00, único quantia que tinha no momento. Logo após realizar a transferência, a vítima descobriu que o sobrinho não havia sido preso e noticiou, com riqueza de detalhes, os fatos para os policiais civis do GREF/DEIC.


Assim, após reunir todas as informações, a equipe empreendeu diligências durante todo o dia 07 e conseguiu identificar, localizar e prender em flagrante delito um dos suspeitos de integrar a associação criminosa responsável pelo crime. O preso era justamente o indivíduo que recebeu a transferência bancária do numerário obtido de forma indevida mediante o constrangimento da vítima.

Com a prisão do mesmo, foi possível recuperar parte do valor e devolve-lo para a vítima. O suspeito ficará à disposição da Justiça e poderá ser condenado em até 10 anos de reclusão. As investigações prosseguirão para identificação dos demais comparsas do indiciado.

Comentários