Cidades

Índice de vacinação para outras doenças estão abaixo do esperado, em Goiânia

Em Goiânia, a prefeitura segue com a terceira etapa da campanha de vacinação contra o vírus Influenza (H1N1)

diario da manha
Foto: Divulgação / SMS

A Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (SMS) reforça a necessidade da população em tomar vacinas contra outras doenças, além da Covid-19. Ficar atento ao calendário e campanhas vigentes para se imunizar contra doenças graves, é tão importante quanto ao coronavírus.

Na Capital, a prefeitura segue com a terceira etapa da campanha de vacinação contra o vírus Influenza (H1N1). São 53 postos de vacinação destinados ao atendimento dos grupos abrangidos pela fase atual.

”A procura está razoável, mas nosso índice de vacinação está bem abaixo do que precisa ser”, afirma a assessoria da SMS.

Desde o início das ações, em 12 de abril, 198.590 pessoas já foram vacinadas, o que representa 36,6% de cobertura vacinal, superando em mais de quatro pontos percentuais a média nacional, que é de 32,1%.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) alerta a população para que fique de olho nas datas. Neste ano, a campanha de vacinação contra a H1N1, coincidiu com a vacinação contra a Covid-19. Portanto, ao agendar a vacina contra a H1N1, é preciso respeitar o intervalo mínimo de 14 dias para quem já se vacinou contra a Covid-19.

Entre os grupos já atendidos pela campanha, destacam-se os idosos, com 87.558 vacinados, seguidos das crianças de seis meses a cinco anos, com 59.664 doses aplicadas. Também se vacinaram 29.982 trabalhadores da saúde, 10.248 professores, além de 10.260 gestantes e puérperas.

Quem pertence aos grupos elencados nas duas primeiras fases e ainda não se vacinou pode procurar um dos postos para receber o imunizante.

A terceira etapa da campanha contra a Influenza segue até 9 de julho, incluindo pessoas com comorbidades e deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores do transporte coletivo e portuários, forças armadas e de segurança e salvamento, além de funcionários e população do sistema de privação de liberdade. 

A SMS informa que, para localizar um posto de saúde mais próximo de sua residência, basta acessar o site: www.goiania.go.gov.br/vacinacao-h1n1/

Outras vacinas

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia esclarece que a divulgação da vacinação contra meningite para adolescentes de 11 a 14 anos (11 meses e 29 dias) É FALSA!

SMS faz alerta sobre informações falsas que estão circulando. (Foto: Divulgação / SMS)

A vacina meningocócica ACWY é recomendada como reforço para adolescentes de 11 e 12 anos (11 meses e 29 dias) e está disponível nas salas de vacinação da SMS, exceto aquelas que estejam aplicando doses contra a Covid-19.

A doença é uma inflamação das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. A meningite pode ser causada por vírus ou por bactéria, que é mais grave. O risco de contrair meningite é maior entre crianças menores de cinco anos, principalmente até um ano, no entanto pode acontecer em qualquer idade. 

A imunização contra o HPV por exemplo, que previne contra infecções sexualmente transmissíveis, é restrita para meninas entre 9 e 14 anos e meninos entre 11 e 14 anos. Além disso, os pais ou responsáveis devem ficar atentos ao prazo para a 2ª dose, que deve ser tomada num intervalo de 6 meses.

Ainda segundo informações da SMS, Goiás irá lançar uma campanha para o dia D vacinação. Portanto, é importante ficar atento e não deixar de se imunizar.

Comentários