Cidades

Mesmo com a pandemia, Goiânia gerou mais de 2 mil empregos

Segundo dados do Ministério da Economia, a capital tem saldo de 12.830 novas vagas de emprego com Carteira de Trabalho assinada durante o período

diario da manha

O município de Goiânia foi o que mais gerou empregos nos primeiros quatro meses de 2021 em Goiás. Segundo os dados do Ministério da Economia, Goiânia tem saldo de 12.830 novas vagas de emprego com Carteira de Trabalho assinada durante o período. Ao todo, foram 76.729 admissões contra 63.899 desligamentos.

Conforme o levantamento, entre janeiro e abril foram criados 50.929 novos postos de trabalho em todo o Estado. Goiânia lidera com ampla vantagem, seguida por Aparecida de Goiânia (3.911), Anápolis (3.373), Cristalina (1.821), Santa Helena (1.484), Catalão (1.399), Goianésia (1.391), Mineiros (1.003), Luziânia (942) e Jataí (862).

Quando são levados em consideração apenas os números de abril, em Goiás foram criadas 11.018 novas vagas de empregos com carteira assinada. Um total 53.389 admissões contra 42.371 demissões. Com os dados, Goiás mantém a primeira colocação entre os estados da Região Centro-Oeste no acumulado do ano e também para o mês de abril.

Na estratificação por municípios, com os dados de abril, Goiânia também lidera a geração de empregos no estado com 2.081 vagas. Assume o segundo lugar neste mês o município de Goianésia, cidade localizada no Vale do São Patrício, com 907 vagas. Aparecida fica em terceiro lugar (879), Santa Helena em quarto (641) e Anápolis na quinta posição (478).

Comentários