Cidades

Operação Deméter mira empresas "fantasmas" que não pagavam ICMS ao Estado

Computadores e documentos foram apreendidos e vão determinar quais foram os danos causados aos cofres públicos

diario da manha

Deflagrada pela Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Ordem Tributária (DOT), a Operação Deméter, investiga os crimes de falsidade ideológica com uso de empresas fantasmas. A ação que é comandada pela DOT, tem o apoio da Secretaria Estadual de Economia.

De acordo com as informações divulgadas, durante as investigações constatou-se que os envolvidos movimentaram uma grande quantia de grãos e não foi feito o recolhimento do ICMS.

A polícia afirma que ao menos seis pessoas de uma empresa de transportes são investigadas. Segundo as informações divulgadas os envolvidos usaram documentos “falsos” para dar saída dos grãos em sua grande maioria de milho e soja do Estado e deixar de arrecadar milhões de reais em ICMS com a fraude.

A ação cumpriu quatro mandados de busca e apreensão, um em Goiânia, dois em Formosa e um em Acreúna. Durante a operação foram apreendidos documentos, computadores que vão ser analisados e servirão como provas.

A polícia informou que o material apreendido vai auxiliar a identificar as outras empresas que eram usadas de faixadas na fraude, e identificar a origem e o destino dos grãos, além de revelar qual foi o dano causado aos cofres públicos.

Leia também:

Comentários