Cidades

Vítimas de maus-tratos são resgatadas de clínica clandestina em BH

Em depoimento, os internos relataram os maus-tratos sofridos, como restrição de alimentação, privação de cuidados médicos, tortura e ameaça

diario da manha
Vítimas de maus-tratos em clínica foram resgatadas Foto: Divulgação

A Polícia Civil de Minas Gerais resgatou 27 pessoas que viviam em condições precárias e de maus-tratos em uma clínica de reabilitação clandestina na zona rural de Mateus Leme, Região Metropolitana de Belo Horizonte na última sexta-feira, 16.

Segundo a polícia, ao chegar no local, constatou que a estrutura é precária, com camas quebradas e falta de higiene. As vítimas e o proprietário, que não teve o nome divulgado, foram encaminhados à delegacia.

De acordo com a delegada responsável pelo caso, Lígia Barbieri Mantovani, durante depoimento, os internos relataram os maus-tratos sofridos, como restrição de alimentação, privação de cuidados médicos, tortura e ameaça.

Segundo Lígia, eles contaram que eram amarrados nos braços, pernas e peitos às camas como medida de contenção. Para evitar fugas, eram dados medicamentos para dormir.

A Polícia Civil informou que abriu um inquérito para apurar crimes de lesão corporal, cárcere privado, ameaça e possível tortura. Os internos maiores de idade serão entregues às famílias e os menores ao conselho tutelar.

Comentários