Anápolis

Anápolis: Caiado inaugura Estação de Tratamento e estruturas operacionais da Saneago, com investimento de R$ 14,2 milhões

ETA Compacta aumenta capacidade do sistema em 150 litros por segundo. Medida busca garantir abastecimento no município no período de estiagem. Também foram implantados ampliação de adutoras, interligação de poços artesianos e aumento de reservatórios. Desde 2019, recursos aplicados pelo Governo de Goiás em saneamento básico local somam R$ 59,9 milhões. Governador diz que meta é impedir que Anápolis sofra com falta de água, como ocorreu há mais de 20 anos, principalmente nas regiões mais altas

diario da manha

O governador Ronaldo Caiado inaugurou, nesta terça-feira (03/08), a Estação de Tratamento de Água (ETA) Compacta, em Anápolis. Também entregou outras melhorias no sistema de abastecimento, como interligação de poços artesianos, ampliação de adutoras e um centro de reservação de água. Somados nos últimos dois anos, os investimentos da Saneago no município para captação e provimento de água alcançam R$ 14,2 milhões. Já a melhoria do sistema de esgoto chega a R$ 45,7 milhões.

O governador vistoriou as instalações da ETA, estrutura que recebeu R$ 3,5 milhões em recursos. “Estamos lutando para que Anápolis não venha sofrer o que sofreu durante mais de 20 anos, com a ausência completa do fornecimento de água, principalmente nas regiões mais altas do município”, pontuou. Para Caiado, após décadas de problemas na condução da companhia, o intuito é voltar a “servir a população”.

“A Saneago foi desviada totalmente do seu leito, nós estamos trazendo para seu leito normal”, salientou o governador. A obra, cujo projeto é pré-fabricado, foi executada em quatro meses, ao passo que uma estrutura convencional demandaria um prazo superior a três anos para entrar em funcionamento. “É mais uma ação de urgência para atender a demanda da população anapolina”, reforçou Caiado. O modelo compacto contempla todos os componentes para garantir a segurança hídrica.

Com a entrada da unidade em operação, haverá o incremento de 150 litros de água por segundo ao sistema. Atualmente, a ETA Convencional do município produz 860 l/s de água. Quando somada a capacidade da nova unidade, portanto, o tratamento será ampliado para 1.010 l/s.

A oferta de água tratada é universalizada em Anápolis, com índice de 99,5% de cobertura e atendimento de mais de 386 mil pessoas. A implantação da ETA Compacta faz parte das ações realizadas para garantir a qualidade e a regularidade do serviço de fornecimento no município, inclusive no período de estiagem, e atende às novas portarias e legislações vigentes.

Para o presidente Saneago, Ricardo Soavinski, a companhia viabilizou, com prontidão, uma resposta para a intermitência na prestação de serviço que a população de Anápolis enfrentava. “Para parar com aquele problema de regularidade no abastecimento, precisava aumentar a produção de água de imediato. E dessa forma nós fizemos, construímos essa ETA em tempo recorde”, concluiu. “A população paga a tarifa e tem que ter o melhor serviço ao seu dispor”, defendeu.

Mais obras
Além da inauguração da obra da ETA, também foram entregues melhorias operacionais. Entre elas, a interligação de poços artesianos (de um total de 17 poços, seis estão em operação e mais cinco entrarão nesta estiagem); a ampliação de adutoras em 33 quilômetros para interligação dos poços; aumento da capacidade do Centro de Reservação Jardim América em 2.000 m³; e a duplicação de 3,6 quilômetros de adutora de integração, para ampliar em 200 l/s a capacidade de vazão de reforço do Sistema Piancó para o Daia.

O prefeito de Anápolis, Roberto Naves, enalteceu o compromisso do Governo de Goiás para atender as demandas do município. “Mesmo em período de pandemia, a Saneago está cumprindo o cronograma de investimentos em Anápolis”, avaliou. Naves expressou a satisfação pela manutenção do contrato da Saneago em Anápolis. “Hoje é uma relação de respeito, porque o trabalho que o governo do senhor [Caiado] faz é impecável”, defendeu ao pontuar que a arrecadação da companhia é revertida em benfeitorias para o município.

Para a secretária de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Andréa Vulcanis, o trabalho de recuperação de nascentes e políticas para o uso dos recursos hídricos realizado na bacia do Rio Piancó, contribui para consolidar o abastecimento em Anápolis. “Trabalhamos com resultados para garantir que a população goiana e de Anápolis seja adequadamente abastecida, preservando a qualidade de vida e a produção das atividades econômicas”, destacou.

O deputado estadual Amilton Filho lembrou o histórico de reclamações da comunidade anapolina pela escassez hídrica. “Fui vereador na cidade por dois mandatos e a maior demanda que tínhamos era água. Hoje estamos buscando, com obras e trabalho, mudar essa realidade de Anápolis”, declarou.

Já o deputado federal Delegado Waldir reconheceu o esforço do governo de Goiás para superar dificuldades da crise hídrica e energética. “O homem [Caiado] está trazendo investimentos, obras. Cavucar e colocar dinheiro na terra não é para qualquer um. A Saneago faz o dever de casa”, enalteceu.

Investimentos
A companhia também tem investido para complementar o atendimento com esgotamento sanitário. Os empreendimentos que envolvem a ampliação das redes de esgoto, desde 2019, já somam R$ 45,7 milhões. “Estávamos em janeiro de 2019 com 67% de atendimento de esgoto, coleta e tratamento. Hoje estamos passando de 80%”, apontou Ricardo Soavinski. “Aumentamos 13%, em dois anos e meio, o tratamento de esgoto em Anápolis”, completou Caiado.

A companhia realizou uma série de intervenções para garantir e incrementar a estrutura de saneamento do município. Foram aplicados R$ 3,2 milhões em perfurações de poços, ação que incluiu um estudo do manancial subterrâneo do município. O trabalho de interligação de poços recebeu um aporte financeiro de R$ 2,5 milhões. Nessa frente, um total de 30.090 metros de tubulações foram implantadas.

Com mais de R$ 2,3 milhões investidos, a Saneago construiu, ainda, uma adutora entre os sistemas Santo André e Jardim América, com cerca de 3.600 metros de extensão. A obra possibilitou levar água tratada do Sistema Piancó para cerca de 23 mil ligações atendidas pelo Sistema Daia.

Outro serviço executado foi a ampliação da Captação Piancó II. Com R$ 1,5 milhão aplicados, a medida viabilizou ainda a substituição de equipamentos, aquisição de grupos geradores para garantir o funcionamento com maior potência.

A Saneago destinou também R$ 367 mil em melhorias na ETA Piancó. Outros R$ 100 mil foram investidos para a construção de uma estação elevatória de água tratada para interligar o sistema Piancó ao sistema Daia. O sistema de reservação também recebeu o incremento de dois reservatórios, com capacidade de 1.000 m³ cada, estruturas com valor de R$ 790 mil.

Também participaram da solenidade o secretário de Estado da Comunicação, Tony Carlo; os presidentes da Agência Goiana de Regulação (AGR), Marcelo Nunes de Oliveira, do Instituto de Assistência dos Servidores de Goiás (Ipasgo), Hélio Lopes, Goiás Previdência (GoiásPrev), Gilvan Máximo; o presidente da Sociedade Goiana de Pecuária e Agricultura (SGPA), Eurico Velasco de Azevedo Neto; o vice-prefeito de Anápolis, Márcio Cândido da Silva; o representante do deputado estadual Bruno Peixoto, Alexandre Missel; o presidente da Câmara Municipal de Anápolis, vereador Leandro Ribeiro; e o administrador do Daia, Marlon Caiado.

Ainda os diretores da Sanego Fernando Cozzetti (Expansão), Paulo Battiston (Financeiro), Mauro Lessa (Produção), Hugo Goldfeld (Comercial), Silvana Canuto (Corporativa), e a procuradora jurídica Adriana Garcia. Além dos comandantes do 3º Comando Regional de Polícia Militar (CRPM), coronel Jorge Luiz Marreiros; 3º Comando Regional Bombeiro Militar (CRBM), coronel Ricardo Duarte; e 28º Batalhão de Polícia Militar (BPM) tenente-coronel Gilbert Alves Rabelo; além de lideranças políticas e comunitárias e servidores da Saneago.

Fotos: Wesley Costa

Comentários