Cidades

Capitão da reserva é preso por assédio sexual em Rio Verde

O oficial foi preso em flagrante a caminho do Motel

diario da manha

Capitão da reserva é preso em flagrante, suspeito de assédio sexual contra um adolescente de 12 anos em Rio Verde, Goiás, no último domingo, 1. O militar trocava mensagens com a vítima e um primo, e propôs saída, “Motel, topam?”

O oficial de 59 anos também era subcomandante do Colégio Militar Carlos Cunha Filho, no município. O militar foi afastado quando o caso veio à tona e será investigado em procedimento administrativo.

Por intermédio do promotor Thiago Galindo, o Ministério Público de Goiás (MPGO) propôs a prisão preventiva do suspeito em uma audiência de custódia na última segunda-feira, 2.

O suspeito foi preso em um posto de gasolina do município, onde havia combinado de encontrar o adolescente e um primo de 18 anos para irem ao motel. O oficial teria combinado o encontro com os dois pelo WhatsApp, após assediar o menor em um clube.

O promotor alegou a necessidade de garantia da ordem pública, diante da repercussão e o abalo social consequente do caso. Ainda argumentou sobre a necessidade de proteção às vítimas e testemunhas.

O Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO) determinou a prisão preventiva do capitão e não tem prazo pra acabar. O sujeito foi encaminhado ao presídio militar e o inquérito deverá ser concluído na próxima semana.

*Com informações do Metrópoles

Leia também:

Comentários