Cidades

Variação no preço de presentes para o dia dos pais chega a 442%

Levantamento foi feito com 59 itens, em 25 estabelecimentos que foram visitados entres os dias 25 de julho e 2 de agosto

diario da manha

O Procon Goiás publicou uma pesquisa na qual a variação no preço dos presentes para o dia dos pais chega a 442%. Foram levantados os preços de 59 itens como sugestão de presente para o Dia dos Pais que será comemorado no próximo domingo, 8. Para auxiliar os filhos a economizar na hora de dar um bom presente, o órgão visitou 25 estabelecimentos em Goiânia no período de 19 de julho a 2 de agosto de 2021.

De acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), a comemoração neste ano deverá movimentar R$ 6,03 bilhões, o maior valor desde 2018, com alta de 13,9% em relação ao ano passado. Conforme a CNC, a data em 2020 foi o pior nos últimos 13 anos, sendo que, o Dia dos Pais é a quarta data comemorativa de maior importância para o comércio varejista do Brasil.

Itens como perfumes, flores, cestas de café da manhã, barbeadores, máquinas de cortar cabelo, furadeira, aspirador de pó, churrasqueira, entre outros foram observados, bem como produtos com a mesma marca e mesmo modelo. As flores, por exemplo, podem variar muito entre os lojistas, sendo necessário observar a qualidade e o tipo de arranjo, e até a qualidade dos produtos inclusos nas cestas de café da manhã.

Veja os preços levantados:

Produtos como perfumes importados, eletroeletrônicos, eletrodomésticos e flores sofreram um aumento médio de 8,04%, 10,04%, 26,19% e 23,54%, respectivamente.

Orientações divulgadas pelo Procon Goiás

  • Na escolha de perfumes nacionais ou importados, verifique se a embalagem contém todas as informações em língua portuguesa, como: instruções de uso, características, registro no órgão competente, prazo de validade, composição, volume/quantidade, condições de armazenamento e identificação sobre o fabricante/importador;
  • Nas compras realizadas fora do estabelecimento comercial (por telefone, catálogo, internet, entre outros), exija o comprovante da data de entrega que foi combinado. O prazo de desistência da compra, nesses casos, é de até sete dias contados da data da assinatura do contrato ou do recebimento do produto. Para maior segurança, o consumidor deve efetuar o cancelamento por escrito;
  • No ato da entrega, só assine o documento de recebimento do produto, após examinar o estado da mercadoria. Havendo irregularidades, estas devem ser relacionadas no próprio documento, justificando assim o não recebimento;
  • Exija sempre a nota fiscal na aquisição de qualquer produto, pois ela é importante caso você precise fazer valer os seus direitos e formalizar uma reclamação;
  • Com relação às cestas de café da manhã, não importa se o consumidor compra uma cesta pequena, média ou grande. Na hora de comparar o preço, deve ser observada a qualidade e a quantidade de itens, pois mesmo se tratando de mesmo tamanho, a quantidade de itens varia de empresa para empresa;
  • No caso das flores, é recomendável pesquisar preços, tipo de flor e do arranjo antes de escolher, pois dependendo do material utilizado, o preço poderá ter alterações consideráveis.

Dicas adicionais da pesquisa

  • O comércio sempre prepara promoções em datas comemorativas. Por isso, antes de adquirir um produto ou um serviço em promoção, é interessante refletir se as vantagens oferecidas atendem as condições de quem será presenteado. Lembrando que todo material publicitário e o regulamento das promoções devem ser lidos e guardados para eventuais reclamações.
  • Produtos expostos em vitrines devem ter o preço à vista fixado, bem como as condições de pagamento nos casos de parcelamento;
  • Lojistas que aceitam cheques não podem impor limite de prazo mínimo de abertura de conta corrente para aceitá-los;
  • A pesquisa de preços sempre é essencial, pois sempre há grandes variações de um estabelecimento para outro.

Alerta

  • Sempre desconfie de parcelamentos “sem juros”. Na prática, é difícil de acontecer.
  • Preço promocional deve ser comparado com outros estabelecimentos para verificar se o desconto é real;
  • Evite parcelamento a longo prazo, pois imprevistos podem acontecer e causar a inadimplência;
  • O presente ideal é o que agrade o pai, mas não desagrade o bolso de quem vai presentear;
  • Troca de peças do vestuário (roupas, calçados, etc), é uma liberalidade do consumidor com o fornecedor. Portanto, fique atento na hora da compra;
  • Teste sempre que possível o produto dentro da loja, pois caso apresente problemas, deverá ser encaminhado à assistência técnica (a loja não tem a obrigação de trocá-lo);
  • Se a empresa aceita cheque como forma de pagamento, não pode impor regras como tempo mínimo de abertura de conta corrente;
  • Se a empresa aceita cartão de crédito, pode haver preços diferenciados, desde que a informação seja repassada previamente de forma clara, precisa e ostensiva, não podendo exigir valor mínimo para o pagamento com esta modalidade;
  • Compras realizadas fora do estabelecimento comercial (internet, aplicativo de mensagens, etc), dá ao consumidor um prazo de arrependimento de até 7 dias.
  • Fique atento ao seguro (garantia estendida), que deve ser uma opção do consumidor e não uma imposição.

*Com informações do Procon Estado de Goiás

Leia também:

Comentários