Cidades

Caiado paga ajuda de custo de até R$ 3.275,00 para 39 mil servidores da educação

Iniciativa beneficia todos profissionais com pagamentos já creditados na folha de novembro. Colaboradores recebem de acordo com carga horária de trabalho, a partir de R$ 1.637,50. Valorização da categoria é prioridade na gestão, que também concedeu reajuste salarial em outubro

diario da manha
Foto: Divulgação/Secretaria Estadual de Educação

O Governo de Goiás pagou, na folha do mês de novembro, ajuda de custo proporcional à carga horária dos servidores da educação. O benefício creditado é de R$ 1.637,50 (para 20 horas), R$ 2.456,25 (para 30 horas) e R$ 3.275,00 (para 40 horas). No total, serão destinados cerca de R$ 120 milhões.

A ajuda de custo alcança 39.352 servidores da rede pública estadual de ensino. A ação é uma forma de valorizar e reconhecer o trabalho dos professores e servidores administrativos lotados na Secretaria de Estado da Educação (Seduc).

No Dia dos Pofessores, o governador Ronaldo Caiado anunciou essa ajuda de custo para todos os servidores. “Hoje, nossos professores têm seu trabalho reconhecido. Nós transformamos a educação porque ela é a única ferramenta capaz de mudar o futuro”, afirmou.

A intenção do Governo de Goiás é incentivar professores e servidores administrativos a investirem na aquisição de equipamentos da área de tecnologia, como notebooks ou celulares, por exemplo. “Estamos fazendo da Educação uma verdade, para que atinja os melhores níveis, possa combater as desigualdades regionais e dar cidadania às pessoas”, ressalta Caiado.

Pacote de benefícios
A ajuda de custo é mais uma ação do Governo de Goiás como parte da política de valorização profissional. O Governo de Goiás também concedeu reajuste salarial de 4,52% para professores P1 e P2, do quadro transitório e com contratos temporários; e de 7,20% para professores P3, P4 e servidores administrativos, efetivos ou com contratos que foram lançados na folha de pagamento de outubro.

“Muita gente fala que gosta de professor, que os valoriza. Mas quando chega a hora de fazer algo na prática, fazem suas contas e nem sempre isso vira uma atitude em benefício de nossa categoria. Nosso governador tem mostrado que é diferente e que quer fazer a diferença”, salientou a secretária de Educação, Fátima Gavioli.

Outro benefício já pago, desde outubro, pelo Governo Estadual a todos os professores e servidores ativos da Seduc é o Auxílio Aprimoramento Continuado no valor de R$ 500. O benefício tem como finalidade estimular a qualificação profissional e, por isso, pode ser utilizado para cobrir despesas com formação educacional e profissional ou para a aquisição de livros e participação em cursos.

Comentários