Cidades

Manicure é morta a tiros em Aparecida de Goiânia

O principal suspeito seria o seu companheiro que fugiu do local e ainda está sendo procurado pelas autoridades

diario da manha

A manicure Arlete Almeida Silva, de 33 anos, foi morta a tiros, em Aparecida de Goiânia, Goiás, na última quarta-feira, 3. Conforme a Polícia Militar, o principal suspeito seria o seu companheiro, Francivaldo Alves Braz, de 46 anos, que teria efetuado dois disparos, um na nuca e outro na perna direita.

O feminicídio ocorreu na residência de um amigo do casal, no setor Chácara Mansões Rosas de Ouro. No entanto, uma testemunha contou que não houve nenhuma discussão, o suspeito ofereceu uma latinha à vítima, em seguida, pegou a pistola e atirou contra ela.

Segundo as autoridades, o suspeito fugiu da residência e ainda não foi localizado. As investigações também constataram que o casal se relacionava há um ano e quatro meses.

A equipe da Polícia Técnico-Científica realizou a perícia no local do crime, recolhendo materiais e vestígios do suspeito que podem auxiliar na investigação da Polícia Civil.

A equipe de resgate foi acionada, no entanto, a manicure não resistiu e veio a óbito ainda na residência antes que chegasse a equipe de socorro. Arlete deixou quatro filhos, sendo que o mais novo tem apenas 8 anos.

Manicure Arlete

Leia também:

Comentários