Cidades

Operação Peneira de Vime investiga empresas por sonegação de impostos

Ação cumpre 29 mandados de busca e apreensão, sete prisão temporária e suspendeu as atividades de 17 empresas, além de bloquear o equivalente a R$ 60 milhões dos investigados

diario da manha

A Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Ordem Tributária (DOT) deflagrou na manhã desta quinta-feira, 11, a Operação Peneira de Vime, que investiga a sonegação de impostos como o ICMS ao estado.

De acordo com as informações, a operação conta com o apoio da Secretaria de Estado da Economia (SECON), e cumpre 29 mandados de busca e apreensão, sete de prisão temporária, e suspendeu as atividades de 17 empresas, além de bloquear o equivalente a R$ 60 milhões dos investigados.

Conforme as informações da polícia, as investigações mostram que os envolvidos participavam de um esquema criminoso para sonegar o ICMS ao estado através da venda de grãos. A polícia informou que o modus operandi dos envolvidos no esquema consistia em usar empresas laranjas para mascarar os verdadeiros responsáveis pelo pagamento do imposto.

A polícia afirmou que os mandados foram autorizados pela juíza de Luziânia, e são cumpridos Goiânia, Luziânia, Senador Canedo, Aparecida de Goiânia, Nerópolis, Itumbiara, Cachoeira Dourada em Goiás; Cuaibá, Brasilândia no Mato-Grosso; Conceição do Araguaia, Marabá no Pará; Santa Rosa no Tocantins e no Distrito Federal. Conforme as informações divulgadas, o prejuízo provocado pela sonegação de impostos por essas empresas ultrapassa R$ 100 milhões.

Leia também:

Comentários