Cidades

Médicas são agredidas por acompanhante que se recusou a usar máscara

A informação foi confirmada pela SMS que lamentou o ocorrido

diario da manha

A acompanhante de um paciente, agrediu duas médicas do Cais Amendoeiras em Goiânia, na tarde de ontem, 23, após se recusar a utilizar a máscara de proteção facial durante a consulta. A informação foi confirmada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

A jovem, de 19 anos, foi detida pela Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO) e levada junto com as médicas para a delegacia. Uma das profissionais de saúde disse a um portal de notícias que pediu para a moça colocar a máscara pela terceira vez, pois, a mesma estava abaixo do nariz, e que a mulher afirmou que não ia colocar.

Conforme o relato da médica, a moça avançou no cabelo dela, arranhou o rosto, pescoço e o braço e ainda chamou a profissional de vagabunda. O nome da agressora não foi divulgado, mas segundo a família da jovem, o namorado dela estava com uma vertigem e que a jovem ficou irritada ao tentar cuidar do companheiro.

De acordo com a Secretaria, tanto paciente como acompanhante entraram no consultório sem a máscara de proteção, e quando a médica pediu para que eles as colocassem, os dois se negaram, e começaram a discutir e a agredir a médica.

Várias pessoas se juntaram para separar, entre pacientes, acompanhantes e funcionários da unidade de saúde. Uma outra médica que estava no local, tentou ajudar a colega, mas também foi agredida pelo casal.

*Com informações do G1

Leia também:

Comentários