Cidades

Mutirão Iris Rezende Governo de Goiás realiza 80 mil atendimentos

Evento é maior do que primeira edição, realizada na região Noroeste, em Goiânia, que contabilizou cerca de 70 mil atendimentos. Presente nos dois dias de trabalhos, governador Ronaldo Caiado ressalta demanda por serviços do Estado acima do esperado

diario da manha

A 2ª edição do Mutirão Iris Rezende Governo de Goiás, em Aparecida de Goiânia, foi concluída, neste domingo (12/12), superando os números da abertura, realizada nos dias 20 e 21 de novembro, na região Noroeste de Goiânia. O evento, iniciado no sábado (11/12), teve cerca de 80 mil atendimentos realizados, 10 mil a mais do que na primeira edição, e um público de 65 mil presentes.

No espaço montado na Avenida Benedito Silvestre de Toledo, na esquina com a Rua 37, Bairro Independência, o governador Ronaldo Caiado chamou atenção para a alta demanda por serviços apresentada no evento. “Toda e qualquer ação de governo deve ser voltada para a melhoria da qualidade de vida das pessoas”, disse. “Como médico que sou, há 48 anos na medicina, aprendi a salvar vidas, cuidar das pessoas. Não acredito, de maneira alguma, que você possa ter uma cidade inteligente onde as pessoas passam fome”, pontuou.

De acordo com o governador, “não é digno alegar que existe cidade inteligente onde pessoas têm carências absolutas nas condições de morar, de viver, de se alimentar, de ter condições mínimas necessárias para ter cidadania”.

“Não temos um cadastro que possa demonstrar a realidade do que está ocorrendo aqui na região, por parte da prefeitura. Estamos agora agindo fortemente para termos uma radiografia da realidade do quadro social da nossa cidade de Aparecida de Goiânia”, relatou Caiado sobre as ações na região, que não devem parar após a conclusão do Mutirão.

“Onde tiver demanda, cadastramento, distribuição, continuaremos a atender, de acordo com a necessidade. Me impressionou a carência das famílias na região. Vamos continuar a ouvir, depois do Mutirão, também, por sugestão de Daniel Vilela, colocaremos tendas em alguns bairros para continuar o cadastramento de famílias vulneráveis, humildes”, informou o governador. “É o momento de mostrarmos para as pessoas o que o Estado pode fazer. Mutirão é um grande evento e, a partir daqui, ações sociais serão continuadas nos bairros para atender e qualificar melhor as pessoas”, pontuou o governador.

Filho do ex-prefeito do município e ex-governador de Goiás, Maguito Vilela, o ex-deputado federal Daniel Vilela ressaltou a necessidade de proximidade do Estado com a população. “Além de oferecer serviços às famílias, tivemos a oportunidade de perceber, com todo o governo aqui, a necessidade de se trabalhar cada vez mais”, frisou. “Com programas que colocam o governo ao lado da população, o Mutirão é um momento muito importante para Aparecida de Goiânia”, destacou.
“Superamos, e muito, a edição de Goiânia. As pessoas que ficaram o tempo todo aqui dentro tiveram todos os benefícios do governo oferecidos”, informou Aristóteles de Paula e Sousa, o Toti, coordenador da infraestrutura do mutirão. “Foi fundamental para a população, que se comportou, de máscara e usou álcool em gel. Nosso objetivo era orientá-los, mas percebemos que não precisam de orientação. Deram exemplo na linha de segurança da saúde”, celebrou, sobre os cuidados no combate à Covid-19, no Mutirão.

População atendida
Valdeci Vitalina da Cruz, trabalha em casa e mora em Aparecida de Goiânia. Aproveitou o Mutirão para utilizar todos os serviços de que precisava. Buscou informações sobre a bolsa de estudos dos Programa Universitário do Bem, da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), para a filha que vai iniciar o ensino superior. Fez o cadastramento para receber um dos cartões do Mães de Goiás, que integra políticas da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Seds). Teve carteira de identidade confeccionada, ganhou alimentos distribuídos pela Caramuru, uma das empresas apoiadoras do evento e levou para casa uma muda de planta que conseguiu no estande da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad).

Ao falar da experiência, ela trouxe à memória o ex-governador de Goiás e ex-prefeito de Goiânia que dá nome ao evento. “Só tenho que agradecer. Iris deixou legado maravilhoso e Caiado está dando continuidade, graças a Deus”, disse ela.

Divanir Inocêncio Mendes, também morador da cidade, sentiu a sorte bater à porta e deu certo. Segurava um dos números sorteados para ganhar uma das bicicletas ofertadas pelas Lojas Novo Mundo, outra empresa engajada no Mutirão. “Peguei o cupom e falei para meu filho que ele ia ganhar uma bicicleta daquela. Fui o primeiro a ser sorteado. Estou muito feliz”, contou, ao lado da criança que será presenteada, de apenas seis anos de idade. “Agora vai aprender a andar”, disse, sorridente.

Estudante de medicina, Giovana Guimarães, que quer seguir os passos profissionais do governador Ronaldo Caiado, demonstrou seu talento musical ao interpretar um hino gospel em cima do palco. Ao lado de Caiado e de Daniel Vilela, ela agradeceu ao governo pela passagem do Mutirão no município onde vive. “Muito obrigada por lembrar e olhar com tanto carinho para a população de Aparecida de Goiânia”, afirmou. “Agradeço ao Daniel, principalmente por dar continuidade ao legado do seu pai”. pontuou.

No estande da Agência Goiana de Habitação (Agehab), a emoção aconteceu com a entrega da escritura de moradia para dona Aparecida de Oliveira, que, agora, conta com a documentação de sua casa, no Bairro Tiradentes, após 32 anos de espera. “Diante desta escritura, eu tenho certeza absoluta de que a casa é minha. Minha filha também está no anseio, na espera também. Hoje, ela vai assinar para poder receber depois. Isso é coisa que não tem valor, não tem preço”, relatou ao confessar que o choro valeu a pena e que já recebeu seu presente de Natal antecipado.

Outro momento emocionante teve a servidora do Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran Goiás), Ivanete de Camargo, como protagonista. Integrante da Secretaria de Estado de Administração (Sead) há 31 anos e na autarquia desde o início da atual gestão, em 2019, ela recebeu das mãos do governador três bicicletas, presentes do empresário Carlos Luciano, das Lojas Novo Mundo, para seus filhos recém-adotados.

Após várias tentativas para engravidar, todas sem sucesso, ela, que concretizou o sonho da maternidade há oito meses, com a conclusão dos trâmites burocráticos, agora presenteará os jovens Kauan, Kaique e Mateus. Com apenas 11 anos, o mais velho dos três, Kauan, costumava dizer aos irmãos que iria “escrever para Jesus”, ao invés de mandar uma carta ao Papai Noel pelos Correios, conforme pediu uma de suas professoras, para que o coração de alguém fosse tocado e uma bicicleta, ao menos, pudesse ser dividida pelos três. Agora, cada um terá uma.

Integrante do programa Aprendiz do Futuro, outra ação da Seds, a jovem Heloísa Rodrigues Pinheiro de Sá, aparecidense de 14 anos, mostrou o kit que ganhou do governador durante o Mutirão e que será distribuído a todos que participarem do projeto. “Vem tablet, vale alimentação, crachá e blusa para usarmos”, detalhou. Estudante em cursos de tecnologia digital, Heloísa já recebe, assim como os demais integrantes do Aprendiz do Futuro, um auxílio financeiro para custeio de despesas. Ela, que entrará no Ensino Médio em 2022, pretende guardar dinheiro para o futuro. “Buscar ter uma condição melhor de vida e ajudar minha família também”, disse.

Beneficiária do Mães de Goiás, outro programa da Seds, que atende mulheres em situação de vulnerabilidade com filhos de zero a seis anos de idade, com cartões no valor de R$ 250 para o pagamento de alimentação e medicamentos, Maria Antônia de Sousa cuida de cinco crianças. Ao ter seu benefício em mãos, já com dinheiro na conta, ela foi categórica ao agradecer. “Estou muito grata ao senhor, o melhor governador do nosso Estado até hoje”, concluiu.

Fotos: Wesley Costa e André Saddi

Comentários