Cidades

Jornalista diz que não é certo colega ir trabalhar de minissaia

O caso aconteceu na segunda-feira, 24 e foi criticado nas redes sociais

diario da manha

Durante uma transmissão ao vivo em uma rádio de Goiânia, o jornalista Alípio Nogueira disse que não era certo uma colega ir trabalhar de minissaia. O caso aconteceu na segunda-feira, 24 e foi criticado nas redes sociais. Veja abaixo:

“Ela está de minissaia hoje aqui. Por isso que tem ‘nego’ que vai para Delegacia da Mulher, porque a moça vem vestida assim, o povo bate, agride. Não é o certo, mas também não é certo ela vir com esse tipo de traje aqui não”, disse o jornalista.

Em nota, a Rádio Bandeirantes informou que a “transmissão do programa Esporte em Debate foi realizada pela Equipe Feras do Esporte, que trabalha em regime de parceria com emissora” e que solicitou a “imediata rescisão contratual do jornalista”.

Alípio disse que “em nenhum momento teve a intenção de provocar o que está acontecendo” e que a pessoa, na qual se referiu, tem idade para ser filha dele e que o relacionamento dos dois na redação “sempre foi de muito respeito” e que as “brincadeiras” faziam parte da rotina.

O jornalista pediu desculpa pelo comentário e disse que “não conseguiu se expressar”.

“Infelizmente não consegui me expressar. Sei que isso afronta e fere a sensibilidade das pessoas. Não comungo com esse pensamento machista, repudio essa postura. Pedi afastamento das minhas funções e, mais uma vez, reitero que não tive a intenção de fazer qualquer coisa que atentasse contra a honra da mulher. Tenho mãe, tenho irmã e esposa e não me sinto confortável quando aviltam contra a honra de qualquer mulher”, disse.

Leia também:

Comentários