Cidades

Suspeito de criar "perfil fake" para divulgar imagens íntimas da ex-companheira é preso

O homem também invadiu a casa da vítima, danificou móveis e objetos pessoais e chegou a abrir a válvula do gás de cozinha ameaçando explodir a residência

diario da manha
Foto: Divulgação

A Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Planaltina – com o apoio do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) e da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) prendeu um homem suspeito perseguir, ameaçar e criar um perfil fake para divulgar imagens íntimas da ex-companheira em Planaltina (GO).

Conforme a polícia, desde agosto de 2021, o suspeito descumpria as medidas protetivas de distanciamento requeridas pela vítima e a perseguia em seu local de trabalho e por meio de ligações e mensagens em aplicativos e redes sociais.

O homem também invadiu a casa da ex-companheira danificando móveis e objetos pessoais e chegou a abrir a válvula do gás de cozinha ameaçando explodir a residência.

Segundo a polícia, no início deste ano, o suspeito criou um “perfil fake” com o nome da vítima adicionou amigos e contatos da vítima, vinculou o perfil da empresa em que ela trabalhava e publicou fotos e vídeos íntimos e pornográficos dela, ocasionando sua demissão.

O suspeito será indiciado pelos delitos de ameaça, perseguição e divulgação de cena de sexo ou de pornografia, combinados com a Lei Maria da Penha. Ele foi preso e encaminhado à cadeia da cidade.

Leia também:

Comentários