Cidades

Caso Davi Luiz: Menino morreu após infecção provocada por chutes na barriga

Laudo do Instituto Médico Legal (IML) também identificou lesão no fêmur e vários hematomas pelo corpo

diario da manha
Foto: Reprodução

Segundo a delegada Ana Carolina Pedrotti, chutes na barriga provocaram uma infecção generalizada que causou a morte de Davi Luiz Rodrigues Rosa, de 7 anos. Ele chegou sem vida a um hospital de Goianésia após ser agredido em casa supostamente pela madrasta.

“De acordo com as testemunhas, esse menino apanhou e para causar uma laceração no intestino tem que ser uma batida muito forte, não foi um tapinha para corrigir. Foram chutes”, explica a delegada.

A madrasta Vanária Rodrigues da Silva e o pai do menino, André Luiz Santos Rosa, foram presos após médicos atestarem que o menino chegou morto a um hospital da cidade e com lesões indicativas de agressão.

Madrasta Vanária Rodrigues e o pai do menino, André Luiz Rosa
Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Segundo a investigação, Davi Luiz Rosa apanhou na segunda-feira, 14, assim que chegou da escola. Ele teria mentido para a madrasta e ela não teria gostado da situação. O menino passou mal durante toda a terça-feira sem conseguir sair da cama.

“O pai apenas perguntou se o filho queria ir a um hospital. A criança recusou e continuou de cama. Suspeitamos que o menino era agredido desde que foi morar com o pai”, esclareceu a delegada.

Laudo do Instituto Médico Legal (IML) também identificou lesão no fêmur e vários hematomas pelo corpo.

Com informações do G1

Leia também:

Comentários