Cidades

Suspeitos de aplicar golpes envolvendo compra e venda de imóveis são presos

Jhone Vaz da Silva, Wellingthon Vilela de Jesus e Juciene Pinto Luz foram presos em flagrante

diario da manha
Foto: Divulgação

O Grupo de Repressão a Estelionatos e outras Fraudes da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Gref/Deic), prendeu na quarta-feira, 16, Jhone Vaz da Silva, Wellingthon Vilela de Jesus e Juciene Pinto Luz. Eles são suspeitos de integrar uma associação criminosa especializada em estelionato envolvendo imóveis situados em Goiás.

De acordo com a polícia, os agentes receberam informações de que uma mulher de Bela Vista utilizava uma procuração pública falsa para negociação de lotes na cidade.

Os investigadores foram até a cidade e prenderam em flagrante Jhone e Wellingthon, enquanto eles utilizavam a procuração.

“No momento da prisão, Jhone se apresentou como Ricardo Silva Borges, fornecendo um documento falso, oportunidade em que lhe foi dada nova voz de prisão também pelo delito de uso de documento falso. Após cruzamentos de dados de inteligência, Jhone foi identificado e ficou constato que em seu desfavor havia um mandado de prisão por estelionato expedido por outra cidade do interior do Estado, medida cautelar cumprida de imediato”, afirma o delegado William Bretz.

Em seguida, os policiais prenderam Juciene, que se passou pela proprietária dos lotes.

A imagem e qualificação dos investigados foi divulgada em razão da primazia do interesse público e para que outras vítimas possam identificá-los, seguindo os termos da Lei 13.869, Portaria nº 02/2020 e Despacho da autoridade policial responsável pelo inquérito, especialmente porque os autuados transitavam em cartórios diversos portando documentos de identificação e procurações falsas, que eram utilizados para venda fraudulenta de imóveis.

Leia também:

Comentários