Cidades

Suspeita de se passar por primeira-dama de Goiás é presa

Conforme a polícia, a mulher que oferecia o suplemento animal "Ourophos" por preço muito superior ao do mercado, firmando que a quantia obtida com a venda seria utilizada em projetos sociais do governo

diario da manha
Foto: Divulgação

A Delegacia de Polícia (DP) de Nova Crixás com apoio das equipes da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic) prendeu na terça-feira, 05, uma mulher que se passou pela primeira-dama do Estado de Goiás, Gracinha Caiado, para enganar fazendeiros.

“Diligências revelaram que fazendeiros dos estados de Goiás e Mato Grosso foram vítimas da mulher que oferecia o suplemento animal “Ourophos” por preço muito superior ao do mercado, utilizando conversa enganosa. Afirmava que a quantia obtida com a venda seria utilizada em projetos sociais do governo. Os fazendeiros, mesmo reconhecendo o valor acima do mercado, adquiriam o produto pensando ajudar instituições beneficentes”, afirma a polícia.

De acordo com a investigação, a mulher, de 51 anos, é suspeita de cometer o mesmo crime há mais de 7 anos. Além da prisão, foi realizada busca no imóvel dela, o que permitiu localizar incontáveis listas com nomes de vítimas.

Leia também:

Comentários