Cidades

Condenado por estuprar irmãs, amarrá-las com arame farpado e jogá-las em rio é preso

Valderico Bernanrdes, de 63 anos foi preso 30 anos após o crime

diario da manha
Foto: Reprodução

Valderico Bernanrdes, de 63 anos apontado pela Polícia Militar (PM) como autor de estupro e homicídio, foi preso na quarta-feira, 18, em Aporé, no sudoeste goiano, após 30 anos foragido.

De acordo com a corporação, ele foi condenado a mais de 70 anos de prisão por abusar de duas irmãs e jogá-las amarradas em um rio. Uma das vítimas foi salva por pescadores, mas a outra morreu, em Minas Gerais.

À Polícia Civil, Valderico disse não ser a pessoa procurada, ficou em silêncio ao ser interrogado e a corporação investiga se ele assumiu a identidade de outras pessoa.

“Foram três pessoas que cometeram o crime. À época, os outros dois foram presos. Porém, ele estava foragido há mais de 30 anos e estava [se escondendo] em Aporé. Por meio de compartilhamento de informações, nossa equipe do Batalhão Rural chegou a essa residência e conseguiu localizar o indivíduo”, explica o capitão da PM Flávio Borges.

Segundo o capitão, o crime foi cometido em 1992, as duas adolescentes foram amarradas com arame farpado e jogadas dentro de um rio. Tempos depois, o trio cometeu novamente o mesmo crime.

“A Polícia Militar trouxe a esposa dele até a delegacia e ela contou que o marido cometeu um crime em Minas Gerais, depois veio para Goiás e que, em seguida, ela foi com os filhos. Desde então, ela disse que é proibida de chamá-lo de Valderico e que os próprios filhos foram criados chamando-o de José”, afirma o delegado Marlon Luz, que recebeu o preso na delegacia de Jataí.

Com informações do G1

Leia também:

Comentários