Cidades

Sete suspeitos de roubar e vender equipamentos e placas de energia solar são presos

De acordo com a corporação, um dos presos é comerciante em Rio Verde e se utilizava de um galpão com uma placa com inscrições falsas de uma conhecida igreja evangélica para cometer o crime

diario da manha
Foto: Divulgação

Uma Operação Conjunta realizada na sexta-feira, 13, e sábado, 14, prendeu em Abadia de Goiás e Rio Verde (GO), sete suspeitos de roubar e vender equipamentos e placas de energia solar. Conforme a polícia, o grupo é responsável pelo roubo de cinco carregamentos dos produtos, sendo dois ocorridos em São Paulo, dois em Minas Gerais e um no Maranhão.

De acordo com a corporação, um dos presos é comerciante em Rio Verde e se utilizava de um galpão com uma placa com inscrições falsas de uma conhecida igreja evangélica para cometer o crime. O prejuízo causado pelo grupo ultrapassa R$ 3 milhões.

Segundo a polícia, duas armas de fogo foram apreendidas e grande parte das cargas subtraídas foram recuperadas. Um dos caminhões do grupo criminoso utilizado no transporte das cargas roubadas também foi apreendido.

A Operação Pôr do Sol foi uma ação conjunta da Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas (DECAR) e o Grupo Especial de Repressão a Crimes Patrimoniais (Gepatri) de Rio Verde, em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a SECON.

Leia também:

Comentários