Cidades

Suspeita de dopar homem e fazer transferências por PIX pelo celular dele é presa

De acordo com a Polícia Civil, a vítima afirma que foi abordado por um grupo, teve celular desbloqueado e R$6 mil tirados da conta bancária

diario da manha
Foto: Divulgação

Uma travesti foi presa na segunda-feira, 06, suspeita de dopar um homem com um pó branco e fazer transferências por PIX usando o celular dele, em Goiânia. De acordo com a Polícia Civil, a vítima afirma que foi abordado por um grupo, teve celular desbloqueado e R$6 mil tirados da conta bancária.

Conforme as investigações, na noite de 27 de maio, o homem contou que estava dirigindo um carro, quando foi abordado por três pessoas, que abriram a porta e entraram no veículo. Ao entrarem, um dos ladrões o segurou pelo pescoço, o obrigou a inalar um pó branco e, em seguida, exigiram que desbloqueasse o celular.

“A vítima disse que ficou desacordada, acordou passando mal, foi a hospital e voltou para casa e percebeu que fizeram transferências de quase R$6 mil reais”, disse o delegado responsável pelo caso, Daniel Marcelino.

Ainda segundo a Polícia Civil, a jaqueta do homem, o celular e o relógio dele foram apreendidos com a suspeita de ser líder do grupo. Ela já possui passagem policial pelo crime de roubo. A perícia trabalha para identificar a substância do ‘pó branco’.

As investigações continuam, na tentativa de localizar os outros dois suspeitos.

Com informações do G1

Leia também:

Comentários