Cidades

Padrasto é preso suspeito de estuprar a enteada e alegar que a ‘carne é fraca’

A delegada Kênia Segantini informou que o padrasto confirmou à mãe da menina que cometeu o crime e alegou que “a carne é fraca”

diario da manha
Foto: Divulgação/Polícia Civil

Um homem de 45 anos foi preso na última segunda-feira, 11, suspeito de estuprar a enteada no dia 25 de junho deste ano em Anápolis, a 55km de Goiânia.

A delegada Kênia Segantini informou que o padrasto confirmou à mãe da menina que cometeu o crime e alegou que “a carne é fraca”.

“A criança vinha apresentando alterações de comportamento observados pela mãe, suspeita que foi confirmada quando a mãe “flagrou” o companheiro seminu, durante a prática do ato sexual com a enteada”, afirma a polícia.

Conforme a delegada, durante o interrogatório homem ficou em silêncio. Se condenado, ele pode responder por estupro de vulnerável.

Com informações do G1

Leia também:

Comentários