Ciência

Conheça Katie Bouman, a mulher que "tirou" a primeira fotografia de um buraco negro

diario da manha

Nesta semana a divulgação da primeira foto real de um buraco negro marcou a história da ciência. Sabemos que a foto foi obtida graças aos esforços de uma rede de telescópios espalhados pelo mundo todo, mas não podemos esquecer que por trás de todo essa tecnologia existem pessoas que deram suas vidas para que isso fosse realizado.

Como é o caso da cientista Katie Bouman, que já está ostentando status de celebridade na internet depois de divulgar a foto do buraco negro no centro da galáxia M87. A mulher, formada em Ciências da Computação no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), liderou o desenvolvimento do algoritmo que possibilitou a captura da imagem da região que está a nada menos que 500 quinquilhões de quilômetros de distância da Terra.

A fotografia foi capturada pela rede global formada por oito telescópios, conhecida como Event Horizon Telescope (EHT), foi composta pelo algoritmo criado por Katie. No Twitter do MIT, o feito foi comparado ao de Margaret Hamilton, cujo código informático “ajudou a pôr um homem na lua”. A equipe de Katie é composta por 200 cientistas.

“Nenhum de nós poderia fazer isto sozinho”, disse Katie Bouman. “Tornou-se real graças aos esforços de muitas pessoas diferentes, com formações diversas”, acrescentou, em declarações à cadeia de televisão norte-americana CNN.Como nenhum telescópio é suficientemente potente para capturar um buraco negro, foram necessários oito “olhos astronómicos” para capturar a imagem, usando uma técnica conhecida por Interferometria, a ciência e técnica da sobreposição de duas ou mais ondas.

Os dados capturados pelos telescópios foram armazenados em centenas de discos rígidos que foram levados para centrais de processamento em Boston, nos EUA, e Bona, na Alemanha e consequentemente o algorítimo desenvolvido Katie resultou na primeira fotografia de um buraco negro.

(Foto/Reprodução Twitter e Facebook)

Comentários

Mais de Ciência

11 de março de 2019 as 11:34

Caroços siameses

28 de fevereiro de 2019 as 11:54

Homo intergalacticus

20 de janeiro de 2019 as 22:09

Acompanhe o eclipse lunar, o último de 2019

4 de junho de 2018 as 18:09

Junho terá sete eventos astronômicos