Ciência

Conselho Federal de Química lança cartilha informativa para auxiliar no combate à Covid-19

No documento estão uma série de informações para orientar a população sobre as medidas eficazes de prevenção, cuidados com a saúde, higienização e combate à desinformação

diario da manha
Imagem/Reprodução

Em um momento em que a pandemia se agrava e o país registra constantes recordes de mortes por Covid-19, a ciência tem se posicionado quanto à rede de informação sobre cuidados com a saúde, higienização e combate à desinformação. Para contribuir no enfrentamento à doença, o Conselho Federal de Química (CFQ) lançou na quarta-feira (25) uma cartilha informativa nomeada de “O que aprendemos com a pandemia?”. 

No documento estão uma série de informações para orientar a população sobre as medidas eficazes de prevenção, em que é ensinado a maneira correta de lavar as mãos, que deve ser feita sempre com água e sabonete. Além disso, orienta como escolher corretamente o álcool em gel, saber utilizar a água sanitária para desinfecção de objetos e superfícies, e manter o distanciamento social.

O Presidente do CRQ da 12ª Região (Goiás, Distrito Federal e Tocantins), Luciano Figueiredo, explica que a cartilha foi lançada em conjunto com um manifesto para que a população entenda a necessidade da ciência nesse momento de combate à pandemia.

No caso dos profissionais da química, a atuação na linha de frente do combate à Covid-19 tem sido na fabricação de produtos como sabão e o álcool em gel. Também atuam no desenvolvimento de novas técnicas, na fiscalização de empresas e no controle de qualidade desses produtos.

Além disso, os CFQ/CRQs tem alertado desde o ano passado sobre qual a concentração correta do álcool em gel que deve ser utilizada para que tenha eficácia no combate ao coronavírus, como diluir uma água sanitária da forma correta para que se tenha a eficácia do produto. Ações que como pontua Luciano devemos nos atentar, pois são essenciais para conter a propagação do vírus.  

“Essa cartilha, ela tem essa contribuição de demonstrar a população o como usar corretamente esses produtos. Se houver ainda alguma dificuldade, algum problema com relação ao produto que está sendo utilizado, que os Conselhos Regionais de Química (CRQs) possam auxiliar também a população de uma forma geral a combater produtos falsos, irregulares, e que não possuam químicos como responsáveis técnicos”, esclarece Luciano.

Segundo o presidente representante do CRQ de Goiás, Distrito Federal e Tocantins, no ano passado foi realizado um grande trabalho de fiscalização em empresas que fabricam produtos que são utilizados no combate ao coronavírus.

Em Goiás, conforme Luciano, a fiscalização que ocorreu em parceira com a Vigilância Sanitária Municipal, se deparou com uma série de irregularidades em empresas de várias localidades no estado, em que algumas inclusive foram fechadas.


Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe DM Online www.dm.jor.br pelo WhatsApp (62) 98322-6262 ou entre em contato pelo (62) 3267-1000.

Leia também:



Comentários