Coronavírus

Prado, Amauri e Teófilo abrem mão de parte dos salários para salvar vidas

Deputados estaduais realizam várias ações sociais em bairros vulneráveis; parlamentares iniciaram movimento diante da crise instalada por pandemia

diario da manha

Os deputados Delegado Humberto Téofilo (PSL), Delegado Eduardo Prado (sem partido) e Amauri Ribeiro (PRP) vão colocar a mão no próprio bolso para ajudar a população na crise do Covid 19.

Eles anunciaram nesta terça-feira, 31, que pretendem cortar suas remunerações e destinar parte para a atenção da população carente, já que o Brasil enfrenta sua maior crise do século diante da pandemia de saúde pública.

Teófilo e Amauri destinarão metade da remuneração. Prado anunciou repasse de 60%  para compra de cestas básicas.

Antes, Prado já tinha iniciado campanha de arrecadação de alimentos nas redes sociais. Por meio do gabinete virtual, Prado conseguiu mantimentos. Para o deputado, essas ações são necessárias diante da quantidade de pedidos que recebeu.

“Com a pandemia, muitas pessoas estão sem trabalhar e em grave situação de vulnerabilidade. Temos que cumprir nosso propósito de ajudar o próximo nesses tempos sombrios”, diz Prado, que começou na semana passada suas ações sociais.

As doações de Prado já renderam 400 cestas básicas. Ontem, foram entregues unidades no Jardim Cerrado. E outras estão a caminho da Associação dos Barqueiros de Aruanã (ABA).

Em um vídeo divulgado em redes sociais, os deputados Humberto Teófilo (PSL) e Amauri Ribeiro (PRP) informaram sobre o início de campanha para ajudar famílias carentes no estado. O objetivo é dar apoio a trabalhadores que perderam empregos ou tiveram queda na renda diante da pandemia provocada pela contaminação da Covid-19, que avança no estado.

Como o isolamento social permanece, o comércio segue fechado. Daí a crise na economia goiana ser já sentida em diversos lares. Humberto Téofilo (PSL) e Amauri Ribeiro (PRP) afirmam que a maneira encontrada para estimular a campanha é doar parte dos salários, mas não descartam outras ações.        

Cada deputado abriu mão de metade do pagamento desse mês. Com R$ 20 mil, pretendem comprar aproximadamente 200 cestas básicas que serão entregues em diversas cidades do estado.

“Nós temos obrigação, como cidadãos, de fazer a nossa parte nesse momento de crise” ressaltou Humberto Teófilo. Amauri lembrou que o momento é de pensar na sobrevivência dos cidadãos. “Vamos converter cinquenta por cento do nosso salário para comprar cestas básicas a famílias que não tem condição e que não estão conseguindo sobreviver”, declarou Amauri Ribeiro.

Comentários