Coronavírus

Bolsonaro desiste de churrasco no Alvorada, aponta Folha

Repercussão negativa teria sido o motivo para o cancelamento, segundo jornal

diario da manha

Segundo informações do jornalista Daniel Carvalho publicadas no jornal Folha de São Paulo o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não realizará o churrasco que estava previsto para ocorrer neste sábado (9).

A matéria aponta que conforme aliados de Bolsonaro que foram ouvidos reservadamente, ele decidiu cancelar ontem (8) o convite feito a ministros e demais integrantes do governo. Apesar de não ter sido apresentada uma justificativa oficial, de acordo com a reportagem, eles dizem acreditar que a repercussão negativa pesou para a decisão.

Isso porque até sexta-feira (8) a pandemia do novo coronavírus havia ocasionado 9.897 mortes no Brasil, conforme destaca a Folha. Segundo a apuração do jornal, pessoas próximas ao presidente disseram que o convite era “fake” e que a atitude não passava de uma provocação.

A explicação seria uma forma de minimizar os desgastes provocados pela convocação da confraternização em meio à pandemia, conforme pontua a matéria.

Como relembra a Folha de São Paulo, na quinta-feira (7) no Palácio do Alvorada o presidente havia dito que realizaria um churrasco com a presença da equipe ministerial, cerca de 30 pessoas. Segundo a publicação, ele foi criticado por deputados e senadores por contrariar as recomendações das autoridades de saúde.

Redes sociais

Como ressalta a Folha, o presidente usou as redes sociais neste sábado (8) para desmentir o que ele mesmo havia falado sobre o churrasco e criticar a imprensa. Ele também disse que o Movimento Brasil Livre (MBL) havia entrado na Justiça contra a confraternização. Também publicou um vídeo comentando sobre o churrasco com alguns apoiadores.

Segundo a publicação o MBL pedia que Bolsonaro fosse multado em R$ 100 mil, caso realizasse o churrasco. O valor deveria ser revertido em ações de combate ao coronavírus, caso o evento ocorresse.

Comentários