Coronavírus

Brasil é o país que mais acredita em fake news sobre Covid-19, segundo pesquisa

Segundo levantamento da Avaaz sete em cada dez internautas brasileiros acreditam em pelo menos uma notícia falsa sobre a pandemia do novo coronavírus, o que representa cerca de 100 milhões de pessoas

diario da manha
Foto: All The Free Stock

Segundo pesquisa realizada pela Avaaz e repercutida ontem (4) pelo site UOL sete em cada dez internautas brasileiros acreditam em pelo menos uma notícia falsa sobre a pandemia do novo coronavírus, o que representa cerca de 100 milhões de pessoas. Conforme a publicação, a pesquisa também foi feita nos Estados Unidos e na Itália. Ela também chegou a conclusão de que os usuários brasileiros acreditam mais em notícias falsas.

O estudo aponta que 59% dos italianos acreditaram em alguma fake news. Por outro lado, 65% dos americanos segundo o levantamento disseram que acreditaram em notícias falsas. Já os brasileiros que confiaram em fake news somam 73%, conforme a pesquisa.

A reportagem mostra que a Avaaz constatou que seis em cada dez internautas receberam as fake news pelo aplicativo de mensagens Whatsapp. De acordo com a matéria, o levantamento também destaca que cinco em cada dez internautas recebem fake news pelo Facebook. O site de relacionamentos é a segunda plataforma com maior disseminação de notícias falsas, como pontuou o UOL, com as informações do estudo.

A publicação enfatiza ainda que 80% dos entrevistados afirmaram que gostariam de receber informações corrigidas por verificadores de fatos. Ao menos 57%, como mostra o UOL levando em conta a Avaaz, alegaram não terem visto correção ou sinal de alerta sobre conteúdo falso ou enganoso divulgado no Facebook.

Confira mais detalhes da pesquisa clicando aqui.

Comentários