Coronavírus

Lockdown é aprovado por mais de 60% dos brasileiros diz Datafolha

No levantamento dos dados foram ouvidos 2.069 adultos que participaram da pesquisa realizada através de aparelho de celular na última segunda-feira (25) e nesta terça (26). A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos

diario da manha

O Datafolha divulgou na última terça-feira (26) uma pesquisa que revela que a maior parte dos brasileiros são favoráveis ao “lockdown”, a restrição mais rígida de enfrentamento a crise de saúde sanitária provocada pelo Covid-19.

Instituto entrevistou 2.069 adultos por telefone celular na segunda (25) e nesta terça (26). A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Perguntas do Datafolha

Seu posicionamento é a favor ou contra as medidas que o governo instale um lockdown para diminuir as infecções por coronavírus?

  • A favor: 60%
  • Contra: 36%
  • Indiferente: 1%
  • Não sabe: 2%

A compreensão para acatar as normas do lockdown da população do Nordeste é maior que 69%. Com 54% de apoio, a região Sul é a menos aderente.

Recortes da pesquisa

Por sexo

Mulheres

  • A favor: 68%
  • Contra: 29%
  • Indiferente: 1%
  • Não sabe: 2%

Homens

  • A favor: 52%
  • Contra: 45%
  • Indiferente: 1%
  • Não sabe: 2%

Por idade

16 a 24 anos

  • A favor: 72%
  • Contra: 27%
  • Indiferente: 0%
  • Não sabe: 0%

25 a 34 anos

  • A favor: 61%
  • Contra: 38%
  • Indiferente: 0%
  • Não sabe: 1%

35 a 44 anos

  • A favor: 56%
  • Contra: 42%
  • Indiferente: 0%
  • Não sabe: 2%

45 a 59 anos

  • A favor: 57%
  • Contra: 37%
  • Indiferente: 1%
  • Não sabe: 4%

60 anos ou mais

  • A favor: 57%
  • Contra: 37%
  • Indiferente: 1%
  • Não sabe: 5%

Por salário

Até 2 salários mínimos

  • A favor: 67%
  • Contra: 31%
  • Indiferente: 0%
  • Não sabe: 1%

Mais de 2 a 5 Salários mínimos

  • A favor: 54%
  • Contra: 41%
  • Indiferente: 1%
  • Não sabe: 3%

Mais de 5 a 10 salários mínimos

  • A favor: 50%
  • Contra: 47%
  • Indiferente: 2%
  • Não sabe: 1%

Mais de 10 salários mínimos

  • A favor: 47%
  • Contra: 50%
  • Indiferente: 1%
  • Não sabe: 2%

O instituto indagou o período de carência que o Brasil vai demandar para retomar a totalidade de suas atividades.

Até 30 dias: 6%

De 30 a 60 dias: 9%

De 60 a 90 dias: 10%

De 90 a 120 dias: 8%

De 120 dias a um ano: 40%

Mais de um ano: 11%

Não sabe: 16%

Diante da pandemia, neste momento você…

  • Está saindo de casa só quando inevitável: 50%
  • Está tomando cuidado, mas ainda saindo de casa para trabalhar ou para fazer outras atividades: 35%
  • Está totalmente isolado, sem sair de casa de jeito nenhum: 13%
  • Está vivendo normalmente, sem mudar nada na sua rotina: 3%

Segundo o Datafolha, mulheres saem menos, e 25% estão na grupo “acato todas as orientações de cautela, mas saio”. O gênero também é mais pertinente ao isolamento 68%.

Idosos são os que acatam as medidas ficando mais tempo em casa 21%.

Sem ponderar as pessoas da categoria do grupo de risco, ou seja é, idosos e doentes crônicos, as outras pessoas que não estão no grupo de risco deveriam sair para trabalhar ou continuar em isolamento?

  • Deveriam sair para trabalhar: 52%
  • Deveriam continuar em isolamento: 46%
  • Não sabe: 2%

O Datafolha perguntou ainda o que é mais importante neste momento.

  • Manter as pessoas em casa para impedir que o coronavírus ​se espalhe mesmo que isso prejudique a economia e cause desemprego: 65%
  • Acabar com o isolamento das pessoas em casa para estimular a economia e impedir o desemprego, mesmo que isso ajude a esp​alhar o coronavírus: 28%
  • Não sabe: 7%

Se não foi determinado um distanciamento social com a suspensão de trabalhos não essenciais, de escolas e outros, você apostaria que a quantidade de óbitos no Brasil em relação ao coronavírus seria maior, menor ou não se alteraria?

  • Seria maior: 74%
  • Seria menor: 8%
  • Não mudaria: 17%

*Com informações do G1

Comentários