Coronavírus

Casal morre em decorrência da covid-19 com 4 minutos de diferença

Unidos há 43 anos, o casal deixou dois filhos, genro, nora e netos

diario da manha
Foto: Reprodução

A morte do casal e a forma como ocorreu deixou familiares e a população de Iporá consternados. Casados há 43 anos, Eurides Cândido Cunha e Avelina Queiroz Cunha foram a óbito na noite da última quinta-feira (13), contaminados por Covid-19.

Moradores de Iporá, distante 226 km de Goiânia, eles permaneceram internados em hospitais diferentes na capital, e a morte de ambos aconteceu com quatro minutos de diferença. O passamento do casal, bastante conhecido no município causou comoção nos moradores.

Eurides, conhecido como Oridão, era comprador de gado e Avelina era professora aposentada. Conforme apuração do O Popular, Eurides, Avelina, os filhos, netos, genro e nora foram contaminados com o coronavírus Sars-CoV-2. Os demais familiares superaram a enfermidade.

Oridão chegou a ter alta há alguns dias, no entanto, na noite desta quinta passou mal e foi encaminhado a um hospital, onde foi prontamente enviado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas veio a óbito. Avelina, que seguia internada na UTI, também não resistiu.

A OAB de Iporá, em nota lamentou a morte do casal, que eram pais da advogada Alessandra de Queiroz Cunha e, informou que o velório estava previsto para o final da manhã desta sexta-feira (14), em uma funerária localizada no cemitério novo da cidade.

O comunicado também pede que aglomerações sejam evitadas. “Em nome de toda Advocacia, externamos nossas condolências e rogamos a Deus que console e traga conforto à família e aos amigos neste momento de profunda dor”, finaliza a nota.

A prefeitura de Iporá também se solidarizou com a morte do casal. Em uma postagem nas redes sociais, a prefeitura prestou condolências para familiares e amigos do casal. “Que Deus console a todos e abençoe aqueles que estão pesquisando uma forma de conter esta inesperada e trágica doença”.

Comentários